Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Jair Bolsonaro voltou a ser “petista”, aos olhos da velha mídia

Durou pouco o “liberalismo” do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Em novembro, o presidenciável ensaiou um discurso pró-mercado que passou a vê-lo como “opção” contra Lula. Como amor de praia não sobe serra, durou pouco o namorico. Bolsonaro voltou a ser um “petista”, aos olhos da velhaca mídia.

A Folha já dissera antes que Bolsonaro sempre foi um “petista enrustido” porque ele tem histórico de votações, na Câmara, em favor dos petistas nos temas econômicos. O levantamento do jornalão abarca os períodos de FHC e Lula.

O ingresso de Bolsonaro no PSL, ao invés do Patriota, foi entendido como abandono da tese liberal para 2018. O posicionamento de Bolsonaro contra a reforma da previdência é exemplo concreto de que ele desistiu dessa pauta que não prosperou em nenhuma outra parte do mundo.

“Eu não posso simplesmente levar à miséria os aposentados no futuro, ou praticamente impedi-los de aposentar por uma exigência do mercado financeiro”, sapecou Bolsonaro.

Entretanto, o que a mídia pensa não exatamente o retrato da verdade. Os jornalões são experts na disseminação de fake news — as notícias falsas. Ou seja, por ter abandonado a agenda liberal, não significa que Bolsonaro voltou a ser “petista” ou equivalente. Vide o que ele pensa ainda sobre a proposta da reforma da previdência: “Essa que estão propondo aí, repito, não será aprovada, não contará com meu apoio e ainda dará munição para a esquerda crescer nas eleições”.

Comentários desativados.