Prisão de Eduardo Cunha invade horário eleitoral no Paraná; assista

A prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi tema de programa eleitoral, neste segundo turno, no município de Ponta Grossa (PR), região dos Campos Gerais, a 110 km de Curitiba.

O candidato à Prefeitura pela Rede Aliel Machado, acusado de ter votado contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, disse na TV que sempre defendeu novas eleições. “Nem Dilma nem Cunha, que governava com Temer e foi preso esta semana”.

Aliel exibiu trecho de seu pronunciamento na sessão de 17 de abril deste ano, na Câmara, que aprovou a admissibilidade da cassação da petista: ‘Eu não posso aceitar nem Dilma nem Temer, muito menos o senhor Eduardo Cunha que é acusado de ser ladrão’.

O ex-deputado Eduardo Cunha foi preso na última quarta (19) pela Operação Lava Jato. Ele foi transferido para a PF de Curitiba, onde prepara uma megadelação.

O candidato da Rede disputa o segundo turno com o prefeito Marcelo Rangel (PPS), que é pupilo do governador Beto Richa (PSDB). O tucano é acusado de desviar recursos da construção de escolas para sua campanha de reeleição de 2014, conforme denúncia da Operação Quadro Negro investigada agora pela Justiça Federal.

cunha_aliel

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Com a prisao do Cunha esse Zé Mané acha que alguem passa a acreditar nele, só outro Zé Mané pra votar num traira desse, esse cidadao so pensa nele, vota de acordo com as tramoias dele. Acorda Ponta Grossa.

  2. Esse aliel e uma merda de deputado, teve a cara de pau de votar contra o impeachment, faz parte da quadrilha dos petralha. fora aliel

    • Tens notícias do Capitão, do Fernando, do John de Miami, do Oswaldo? Será que vai demorar pra eles virem aqui difamar (especialidade de tucanos) o Aliel? Mas esse discurso de “quadrilha dos petralha” já está velha. Veja o noticiário de hoje e só se fala da turma do Temer, dos tucanos (o Aécio anda bem sumido). Se o Moro abrir os arquivos, aí sim você vai ver que essa tal “quadrilha dos petralha” não passa de trombadinha perto da turma que você apoia. E não adianta mudar de assunto…

  3. O que torço é para que Moro não se intimide com Furnas do homem do pó e o Quadro Negro.

  4. Pois é, o primeiro a ser comido não seria o Aécio?
    Eles podem fazer o que quiser ,o povo já sabe das falcatruas do PSDB.
    23 milhões de Serra,as propinas de Aécio ,Aluísio etc não sobra ninguém assim Diz o Machadão
    Podem inverter a ordem desde que eles sejam “comidos” tudo bem, só não pode vir com convicções que já estamos cheios dessa balela

  5. A prisão do Cunha caiu como uma luva nas hostes do tucanalhato! Enquanto se fala em Cunha, todo mundo se esquece dos R$ 23 milhões – caixa 2 – do Serra, a propina gorda para o Santo tucano de São Paulo, os 3% do Aécio do Elefante Branco Administrativo, também chamado de Cidade Administrativa. Aliás, até eu com 3% de R$ 1,3 bilhão virava senador do Alaska sem nunca ter morado lá. Bastava mudar meu nome para Joseph Smart! Os tucanos são geniais. Usaram o Cunha pra entrar no governo e agora usam o Cunha para esquecer suas patranhas. Então viva o Cunha!

    • O que acontece nesse estado, além de privilégios muita desinformação da população… Muitos detentores de CARGOS Comissionados ou não do legislativo e do judiciário do Estado não estão dando sua cota de sacrifício, muito menos sofrendo, pois já garantiram o seus devidos reajustes.

      (Legislativo e Judiciário), promoções e progressões em dia…agora, suaves na nave como se diz na gíria, a LEI não é pra todos, por que somente uma parcela dos servidores foi atendida, por causa da autonomia, então estamos diante de má gestão.

      O executivo (educação, saúde e segurança) que servem e atendem diretamente o povo podem sofrer com a ASFIXIA financeira com seus ganhos já defasados comparado com outros setores abastados.