Paraná não alcança meta no Ideb. Richa culpa injustamente professores

richa_nota_zero-jpgO Paraná continua fazendo feio no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), mas o governo Beto Richa (PSDB) tenta transferir a culpa do fiasco de sua gestão para os educadores da rede pública no estado.

A nota do Ensino Médio referente ao ano de 2015, divulgada durante o feriadão da Pátria, ficou em apenas 3,8, abaixo da meta estipulada de 4,2.

Para o governo de Beto Richa a culpa dessa derrapada é toda dos “professores” que entraram em greve em 2015. Evidentemente que essa tese é falsa, conforme fica claro com o histórico abaixo.

O clima de perseguição e desestimulo do magistério paranaense vem ocorrendo desde a posse do governador do PSDB.

Então, vejamos.

Entre 2009 e 2011, o estado despencou pela primeira vez no ranking geral – já sob gestão do tucano.

O Paraná caiu da 1ª posição, conquistada em 2009, no governo Roberto Requião (PMDB), para a 3ª na era Beto Richa. Na época, o Ideb tinha descido de 4,2 para 4, segundo o Ministério da Educação (MEC).

Em 2013, o Ideb das escolas do Paraná havia despencado da 3ª para a 11ª posição. Ou seja, sob o governo tucano havia perdido oito posições no Ensino Médio. A nota tinha recuado para 3,4.

Comentários encerrados.