Nassif denuncia “poder de chantagem” que Lava Jato conquistou contra adversários políticos até no Supremo

nassif_veja_moroO jornalista Luis Nassif, no portal GGN, se solidarizou com o ministro do STF Dias Toffoli que foi alvo do “poder de chantagem” que a Lava Jato conquistou em conluio com a mídia golpista.

“O assassinato de reputação mostra o enorme poder de chantagem que a Lava Jato conquistou. Basta induzir um delator a mencionar qualquer coisa sobre um adversário da operação, para liquidar com seu nome. E tudo isso valendo-se do poder de Estado do qual estão revestidos delegados e procuradores. É a própria essência do Estado policial”, protesta o jornalista.

O atento senador Roberto Requião (PMDB-PR), sempre no olho do furacão, também registrou sua impressão sobre o fato:

“Pelo visto a agressão da Veja ao Tofoli não passa de mais uma safadeza imperdoável, insinuação canalha”, tuitou o parlamentar.

Abaixo, a íntegra do texto de Nassif:

A vingança torpe da Lava Jato contra Dias Toffoli

por Luís Nassif

Ontem à noite abri espaço para a capa da Veja com supostas denúncias de Léo Pinheiro da OAS, contra o Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal. A revista divulgara a capa, mas não o conteúdo da denúncia.

Lendo hoje de manhã, constato que não passou de uma vingança torpe da Lava Jato contra Toffoli, provavelmente devido ao fato de ele ter autorizado a libertação do ex-Ministro Paulo Bernardo.

A facilidade com que se assassinam reputações até de Ministros do STF mostra o grau de apodrecimento das instituições brasileiras.

A rigor, o que diz a matéria:

1. Que certo dia Toffoli pediu dicas para Léo Pinheiro sobre a impermebialização da sua casa. E Léo Pinheiro indicou uma empresa para fazer os serviços.

2. Não há nenhuma prova de que a OAS pagou a empresa. Toffoli diz que ele pagou. Léo PInheiro não diz que a OAS pagou.

3. A revista apresenta como evidência apenas um fato: se Léo Pinheiro mencionou o episódio nos preparativos para a delação, certamente é porque possui mais dados a serem apresentados quando a delação for formalizada. E nada mais disse.

Mas poderia tranquilamente ter ocorrido o seguinte:

1. Irritados com Toffoli, os operadores da Lava Jato exigem de Pinheiro qualquer coisa que envolva o nome do Ministro.

2. Com a qualquer coisa oferecida, procura-se alguma publicação especializada em assassinatos de reputação e publica-se.

3. Mais tarde, se não houver mais nenhuma evidência, fica-se por isso mesmo.

O assassinato de reputação mostra o enorme poder de chantagem que a Lava Jato conquistou. Basta induzir um delator a mencionar qualquer coisa sobre um adversário da operação, para liquidar com seu nome. E tudo isso valendo-se do poder de Estado do qual estão revestidos delegados e procuradores. É a própria essência do Estado policial.

Antes do impeachment, conversei com um MInistro do STF intimidado com os ataques feitos à sua esposa. Procurei acalmá-lo mostrando que nenhuma pessoa com discernimento acreditaria nos factoides divulgados. E ele:

– E as pessoas sem discernimento?

Minhas desculpas aqui ao Toffoli – por quem não nutro nenhuma admiração -, por ter acreditado que a mudança de direção de redação pudesse melhorar o jornalismo de Veja. E, ao STF, o óbvio: “Cria cuervos que te sacarán los ojos”.

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Me conta como o Toffili chegou ao Supremo?
    Nunca foi Juiz, nunca fez concurso.
    Mas sim, era Advogado do PT e do Zé Dirceu, não preciso dizer mais nada.

  2. Porque o escândalo?
    Por acaso os supremos ou superiores tribunais federais, são os únicos órgãos
    do Brasil compostos exclusivamente por castas vestais?
    Todos os supremos ou superiores tribunais são imaculados?
    Acorda povo!
    As Olimpíadas acabaram!
    Vamos moer e purgar a corrupção onde quer que ela esteja!

  3. E será que o Toffoli vai processar a Veja?
    Ou será que a veja vai esculhambar o STF como faz com todas as instituições ???
    Vamos ver agora quem tem mais força.
    Se o STF se posiciona contra a mídia fascista, ou se manda esses porcos da Veja para o o chiqueiro.
    Ou se acovarda???

  4. Na verdade quem da as cartas nesse jogo é a GLOBO.

    Fora GLOBO golpista
    Mão de obra escrava

  5. Toffoli é aquele que antes de ser ministro era advogado do PT. O mesmo que prestou concurso duas vezes para juiz e não foi aprovado. Que foi nomeado pelo Lula depois de prestar assessoria na campanha dele. Putz!! Não sei porque estão desconfiando do sujeito…..

    • Precisa se informar melhor, camarada. Um dos ministros que mais tem votado contra petista no STF é exatamente o Toffoli. Aliás, Toffoli e Gilmar Mendes formam perfeita dupla antipetê.

  6. Quem pode fazer alguma coisa é o STF mas acovardado vira vítima também.

  7. A Veja, hoje, já “antecipou” que delator vai citar Dilma, Lula e o PT. Inacreditável. Já sabemos o que vem por aí: “ACHO que o Lula sabia” ou “o irmão do jardineiro da vizinha do meu filho disse que a Dilma sabia”. Eta país de merda.

  8. O Nassif era funcionário do governo e um defensor do indefensável. Não tem moral para dar opinião.

    • E o senhor, mesmo sem conhecê-lo além de seu comentário, deve ser alguém sem qualquer argumento para impedir a manifestação democrática de qualquer um que seja. O senhor deve ter recebido algum espírito ambulante daqueles censores da época da ditadura militar. Vade retro capetão!

  9. A questão e rabo preso???,penso que não e falta de CARÁTER mesmo já o rabo não tem mais,e dos pés até a CABEÇA.justiça de canalhas golpistas VERGONHA.

  10. Nassif é um dos mais argutos, trabalhadores e estudiosos jornalistas dentre todos, por mais de trinta anos.

  11. Os brasileiros devem estar fazendo leituras dos comportamentos dos podres poderes da justiça. E e’ claro que sabemos que só com ameaças e chantagens poderia estar executando com tanta maestria as perseguições ao PT….