Conselho de Ética adia votação do parecer do processo de Cunha para quarta

da Agência Câmara

eduardo_cunha

O presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PR-BA), encerrou há pouco a reunião sem votar o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Rogério pediu mais tempo para analisar o voto em separado apresentado pelo deputado João Carlos Bacelar (PR-BA), que pediu, ao invés da cassação, a suspensão do mandato de Cunha por três meses.

“Não poderia, por dever de lealdade, fazer a análise de forma açodada. Para fazer essa análise mais detalhadamente, poderia apresentar as alegações finais ainda nesta quarta-feira”, disse Rogério.

Com isso, a votação do parecer pela cassação de Cunha foi adiada para esta quarta-feira (8).

Parecer

O parecer foi apresentado na reunião da última quarta-feira (1), mas um pedido de vista conjunta adiou a discussão do parecer. Marcos Rogério recomendou a cassação do mandato do parlamentar por quebra de decoro. O relator acusa Eduardo Cunha de ter mentido à CPI da Petrobras ao declarar que não possuía contas no exterior.

Segundo o relator, a partir de documentos do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Banco Central, “os trustes instituídos pelo deputado Eduardo Cunha representam instrumentos para tornar viável a prática de fraudes”.

Defesa

O advogado de Eduardo Cunha, Marcelo Nobre, rebateu as acusações e reafirmou que truste não é conta bancária e não pode ser considerado propriedade, por isso, Cunha não teria mentido na CPI da Petrobras. “Truste não é propriedade. Não se pode considerar um truste como um bem seu”, afirmou.

Marcelo Nobre justificou que a Receita Federal não autuou seu cliente por contas no exterior, porque elas não existem. “Por que a Receita não autuou meu cliente? Porque não existe [conta no exterior]. A Receita é formada por gente séria, competente e atuante. Eles não fizeram nada, porque não existe”, defendeu o advogado.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Convenhamos, o cara é pilantra mas competente. Conduziu o processo de impeachment da Dilma com maestria e celeridade. Consegui a aprovação da maioria dos deputados. Estão a mais de um ano provar sua culpa pra caça-lo. Cabra “bom”! Pena que é pro lado ruim como a maioria dos políticos. Se não fosse assim, meia dúzia de ” Eduardo Cunha” dariam jeito no Congresso Nacional.

  2. Essa decisão rendeu belos minutos do JN da globo.
    Perceberam?
    Tudo dentro do “script”.
    Agora acham que o Gilmar vai deixar prender o Cunha? quá quá quá…
    Essa novela vai longe, e cunha está sentado na cadeira de Diretor.
    E não nos esqueçamos que ele tem mais de 300 jagunços ao seu lado.

  3. Tem que por atrás das grades este meliante. Pois além de roubar o povo brasileiro, fica tirando onda da nossa cara. E ainda tem gente que o considera o salvador da pátria. Só mesmo comedor de alfafa para achar isso. Pois os mortadelas foram menos burros neste caso.

  4. pq nao tem mais publicidades em seu site esmael???

  5. VAI VER O DINHEIRO AINDA NÃO ENTROU NAS CONTAS DOS DEPUTADOS PARCEIROS DO CUNHA. KKKKKK

  6. Está certo, não há nenhuma prova contundente contra o Irmão Cunha….inclusive frequento a mesma Igreja dele. É um abençoado!!! O que estão querendo fazer com o irmão, sim é golpe….afastá-lo definitivamente!!!!

    • Deve ser o famoso cordeirinho transvestido de lobo. Ou um lambe botas do CUnha para fazer um cometário desta natureza. Por ai se vê o quanto é feito a cabeça deste povo das tais “igrejas”. Só mesmo uma ameba para escrever isso.

    • Caramba, um abençoado? Só se for por Satanás, porque um ser repugnante como esse que mente, trai, trama golpes por vingança e manipula as pessoas, ameaçando-as, além de ostentar riqueza e poder com gastos altíssimos dele e de sua família no exterior e no país, não pode ser um homem abençoado por Deus.