Na insanidade, ALEP-PR tem “torcida” pelo assassinato de sem terra

Coxinhas que invadiram o plenarinho da Assembleia, na última sexta-feira (8), contra imigrantes e refugiados, voltaram hoje (11) às galerias da Assembleia Legislativa agora em "torcida" pela morte de dois trabalhadores sem terra; se fosse numa normalidade democrática, no mínimo, presidente da Assembleia deveria dar voz de prisão aos fascistas por incitação à violência; deputados dizem que “manifestantes” tem parte com os tucanos.

Coxinhas que invadiram o plenarinho da Assembleia, na última sexta-feira (8), contra imigrantes e refugiados, voltaram hoje (11) às galerias da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP-PR agora em “torcida” pela morte de dois trabalhadores sem terra; se fosse numa normalidade democrática, no mínimo, presidente da Assembleia deveria dar voz de prisão aos fascistas por incitação à violência; deputados dizem que “manifestantes” tem parte com os tucanos; na imagem, deputado Professor Lemos (PT) disse que invasor não era o MST, mas sim a Araupel — que grilou a área pública.

Nesses tempos de fascismo propiciados pela Vaza Jato e mídia golpista, há torcida por mortes de sem terra na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP-PR).

Os deputados estaduais batem boca no plenário sob gritos  das galerias de “vergonha” e vaias — evidentemente criticando os falecidos.

Dois trabalhadores sem terra foram mortos na quinta-feira (7), segundo o MST, em emboscada montada por policiais e jagunços da Araupel.

Em situações de normalidade democrática, o presidente da Assembleia daria voz de prisão à claque que acompanha as discussões por incitação à violência. Infelizmente, a Casa virou um covil de fascistas.

Aqui tem um link para assistir ao vivo.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I’m all new to blogs and truly savored your web-site. Very likely I’m going to bookmark your blog post . You definitely have incredible posts. With thanks for sharing with us your web page.

  2. Nós brasileiros temos que derrubar esta ALEPRA do Paraná e o Congresso Lamaçal. Onde a maioria é de ladrôes.
    Nei Cebola

  3. Se nao me engano ano passado tinha professor defendendo a morte dos Deputados nessa mesma Assembleia!!! O que aconteceu???

  4. Após a vitória das massas populares em prol da democracia e contra o golpe, essa horda fascista retornará silenciosa para as trevas odiosas de onde nunca deveria ter saído e lá ficará, babando ódio e balbuciando abominações contra os trabalhadores. Será necessário desentocá-los para que respondam por seus crimes contra o estado democrático de direito.

  5. Depois que a gente encher de porrada um filho da puta desses Coxinhas do Batel, vão dizer que nós do interior somos violentos. Deixa aparecer um Babaquinha desses aqui no Nortão para ele ver com quantos pontos se conserta uma cabeça oca.

  6. Está fácil de enquadra estes LIXOS que se dizem democráticos. Isso tem que ser colocado na cadeia e jogar a chave fora. Pois desejar a morte de pessoas por mais que suas divergências ideológicas não cruzam são pessoas que poderão a qualquer dia cometer um crime na rua e matar um pai de família, uma mãe ou até pessoas que não aceitam atitudes como está. A nossa Polícia realmente abandonou o Paraná e este políticos safados do camburão estão dado guarida a estes canalhas. Que as nossas autoridades tomem vergonha na cara e punam os criminosos, tanto os que cometeram abuso do poder lá em Quedas do Iguaçu, dos sem terra que abusaram dos seus direitos e destes FASCISTAS que estão aprontando e não é de hoje. Vão esperar eles matarem uma família porque não vê a situação como eles desejam. Se for assim, já vou pedir licença para ter uma arma em casa para proteger a minha família pois pelo visto A POLÍCIA SUMIU DO PARANÁ.

  7. Virou? Sempre foi. Voz de prisão é para professores. Esse presidente da ALEP, é tão fascista quanto os que gritavam. Ele certamente apoiou os ensandecidos, já que não manifestou reprovação. Estamos vivendo períodos negros. Corruptos com plenos poderes, a Constituição Federal sendo rasgada a todo momento e a Justiça sendo injusta. Penso que a pequena democracia está com uma doença grave e nós estamos fingindo que não percebemos. A tragédia prevista ja está sendo vista. Vergonha desse país.