Coluna do Requião Filho: Curitiba fez 323 anos com pouco a comemorar

curitiba

Em sua coluna desta quarta-feira, o deputado estadual Requião Filho lembra a passagem do aniversário de Curitiba que, para ele, tem pouco o que comemorar. Segundo o deputado, a cidade que já foi modelo está estagnada, nada novo foi projetado nos últimos anos e o que era bom não foi mantido. O colunista comenta os problemas crônicos no transporte público, no trânsito, na pavimentação das ruas, na manutenção e limpeza de praças e equipamentos públicos, dos moradores de rua, da saúde pública, na segurança, falta de vagas nas creches, etc. Para Requião, “Curitiba precisa de um olhar mais atento e humano, precisa de políticas públicas sérias para voltar a ser protagonista de sua própria história”. Leia, comente e compartilhe.

Requião Filho*

Curitiba, antiga cidade modelo, referência em ecologia, planejamento urbano e qualidade de vida, hoje perece a olhos vistos.

Nada de novo foi projetado e o que era bom não foi mantido a contento ou foi abandonado, jogado à própria sorte. As administrações fecharam os olhos para o crescimento populacional e industrial da cidade, o que vem causando, por exemplo, uma degradação da mobilidade urbana.

O transporte coletivo, antes referência mundial, hoje, desintegrado, caro e ineficiente, é um problema diário na vida daqueles cidadãos que dele dependem.

Ruas esburacadas balançam o cotidiano dos curitibanos, de uma forma nenhum pouco agradável e não condizem com a beleza da cidade construída com trabalho dos povos das mais diversas partes do mundo que escolheram Curitiba para viver.

As belas praças e parques da arborizada Curitiba dos anos 90, não possuem mais o mesmo brilho.

Os cartões postais de outrora necessitam de maior atenção, a precária maquiagem aplicada gestão após gestão não foi suficiente para resgatar a altivez dos símbolos municipais, reconhecidos internacionalmente e que não condizem, na atualidade, com uma Capital cosmopolita e antenada com o futuro.

A Capital das oportunidades, que acolhia a todos com calor humano e compreensão social, hoje convive com moradores de rua abandonados, carentes de cuidados, distantes de qualquer proteção, que vivem em busca de abrigo nas marquises dos prédios e nas áreas públicas da cidade, sem solução ou perspectiva de melhora de vida.

Os gestores municipais esqueceram que cuidar dos menos favorecidos é obrigação constitucional! Afinal, todo o poder emana do povo e este povo tem o direito de viver com o mínimo de dignidade.

O atendimento à saúde, cada dia mais lento e precário, transtornando a vida dos que buscam socorro nos postos de saúde municipais, precisa ser remodelado, com gestão eficiente e organização.

A segurança pública precária vai além do policiamento ostensivo, uma cidade precisa ser bem iluminada e possuir uma guarda municipal equipada e valorizada.

E o discurso ecológico? A Curitiba verde? Esta deu lugar a incontáveis interesses particulares, sobrepondo construções monumentais em áreas de proteção ambiental. Ocupação irregular do solo urbano em áreas de mananciais ou de risco, conferem à Curitiba não só o problema de moradias, mas o dever de solucioná-lo. Problemas devem ser resolvidos e não procrastinados.

Resolver o problema de falta de vagas em creches é uma necessidade imediata, pois atende as mães curitibanas que precisam trabalhar e não tem com quem deixar seus filhos, situação que influencia negativamente a renda das famílias e prejudica o futuro profissional de mães que não conseguem retornar ao mercado de trabalho. A capital paranaense precisa de novas soluções para este antigo problema.

A palavra para que Curitiba volte a ser modelo para o mundo é EFICIÊNCIA.

Curitiba, no alto de seus 323 anos, carece de um olhar mais atento e humano em relação a sua verdadeira identidade, precisa de políticas públicas sérias para voltar a ser protagonista de sua própria história.

A Capital do Estado do Paraná não precisa apenas de belas propagandas, pinturas nas ruas ou de mais maquiagem, precisa sim é ser eficiente, ter uma gestão focada na melhoria da qualidade de vida, afinal a cidade é feita de pessoas.

Parabéns Curitiba pelos seus 323 anos! Que bons ventos tragam um futuro melhor para a Capital de todos os paranaenses!

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I’m very new to blogs and actually liked you’re web site. Likely I’m planning to bookmark your website . You really have excellent writings. Thanks a lot for sharing with us your blog.

  2. Com todo respeito senhor Maurício, os tempos são outros. Espero do fundo do coração que cada brasileiro desligue a TV e leia bons livros, ande de bicicleta e deixe a merda do carro em casa. Que os nobres políticos que são na maioria de famílias abastadas trabalhem de graça, por amor… que o Brasil, a segunda maior reserva de silício do mundo, aprenda que o futuro é depois de hoje… eu poderia contar tudo o que o senhor já sabe a muito tempo… mudem o discurso, cansamos das mesmices, a piada perdeu a graça, boa tarde e bom final de semana.

  3. Pra que um dia foi como modelo de cidade,hoje só respo o passado ainda duvidoso pois na época a grande mídia comandada por o então destruidor do estado JAIME lixo lerner,e suo bando nós acreditávamos que tudo era mil maravilhas mas pouco tempo depois veio a realidade o estado nada bom sucateado jaime lixo lerner,se desfez do BANCO da Telefonia parte da Sanepar etc.mas ai era tarde e até hoje isso esta refletindo,e hoje o brasil dos Golpistas estão pretendendo fazer o mesmo o tal plano Temer um futuro para o abismo do grande capital VADIO como disse REQUIÃO.

  4. Apesar do português meio manco do texto, há nele muitas verdades. Mesmo assim, creio que dificilmente será seu autor quem irá resgatar a velha Curitiba do início dos anos 1990, trazendo os bons tempos de volta.

    Como desejo ver bons candidatos, que não sejam das velhas famílias da política paranaense, concorrendo com boas ideias e projetos na próxima eleição!

  5. Essa cidade eh uma farsa feita com propaganda enganosa e forrada de fascista.