Coluna do Requião Filho: Beto Richa e as promessas não cumpridas

promessas

Em sua coluna semanal, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) relata mais uma promessa não cumprida pelo governador Beto Richa (PSDB), que foi a de resolver o problema carcerário do Paraná. Segundo o deputado, a realidade segue a rotina do caos nas delegacias de polícia de todo o Estado, com mais de cem fugas de presos somente em 2016. Requião afirma que os delegados perceberam que as promessas do governador não são dignas de confiança e prometem ingressar judicialmente pedindo a interdição das delegacias. Requião também critica a transferência da gestão penitenciária para a Secretaria de Segurança Pública; pois, segundo o deputado, “quem prende, não deve cuidar e ressocializar”. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Requião Filho*

Ele prometeu e mais uma vez não cumpriu! Travesso este menino!!! Promete, promete e não cumpre! Acreditem, ele disse que resolveria o problema carcerário no Estado do Paraná, que retiraria os presos das delegacias e que os transfeririam para penitenciárias, que criaria milhares de vagas!!! Promessas vãs, lançadas ao vento, em um passado não tão distante…

Hoje, a realidade segue a rotina do caos diário nas delegacias espalhadas pelo Estado, como informado pela imprensa, nos primeiros 45 dias de 2016, mais de 100 presos fugiram das delegacias do Paraná!

Note-se que desde 2014, quando o então Secretário de Segurança Pública e médico oftalmologista prometeu retirar 1200 presos das delegacias de Curitiba, em no máximo 60 dias, nada aconteceu, mais uma vez. Por que acreditar, novamente, em promessas que sabidamente não serão cumpridas?

Os Delegados de Polícia, 168 para ser exato, que assinam o manifesto encaminhado ao Governador contra superlotação carcerária nas delegacias do Estado demoraram, mas finalmente perceberam que as promessas do atual chefe do Poder Executivo não são dignas de crédito. Desde 2011, quando Beto Richa assumiu o Estado, promete a construção de penitenciárias, porém, até o momento, nem uma única cela foi construída em sua gestão!

Se o governo não tomar atitudes sérias e concretas para estruturar o sistema carcerário, os delegados do Paraná prometem ingressar judicialmente, requerendo a interdição das delegacias do Estado. Aí sim, caros leitores, a tragédia terá proporções incontroláveis!

As eventuais transferências de presos, entre delegacias e casas de custódia são possíveis, atualmente, porque a administração penitenciária passou para a responsabilidade da Secretaria de Segurança, o que mostra, mais uma vez, que Beto Richa nada entende de segurança pública, pois quem prende, não deve cuidar e ressocializar.

A vida segue seu curso e o Paraná segue pagando caro os erros cometidos pela atual gestão!

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

Comentários encerrados.