Contra ditadura do pedágio e privatizações, Fiep reempossa Campagnolo nesta sexta

Publicado em 17 setembro, 2015
Compartilhe agora!

campagnolo_fiepA Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), em tempos de ditadura do pedágio, reempossa nesta sexta-feira (18), em Curitiba, o empresário Edson Campagnolo para dirigir a entidade até 2019.

A solenidade acontecerá amanhã a partir das 19h30 no Campus da Indústria, unidade do Sistema Fiep, no Jardim Botânico. Além do presidente, será empossada a nova diretoria, que promete focar sua atuação em políticas desenvolvimentistas.

Campagnolo é uma das poucas vozes destoantes diante do silêncio sepulcral da velha mídia em relação à prorrogação ‘pedágio mais caro do mundo’ nas rodovias paranaenses até 2050.

Para o líder empresarial, o preço proibitivo do pedágio associado aos tarifaços nas contas de luz e água, bem como nos aumentos de alíquotas de impostas pelo governo do estado retiram a competitividade dos produtos paranaenses em comparação a outras unidades da federação.

Nacionalista, a nova gestão de Edson Campagnolo deverá promover campanha contra a privatização da Copel e Sanepa anunciada pelo governador Beto Richa (PSDB). O presidente da Fiep considera esses dois insumos — energia e água — fundamentais para a indústria e bens estratégicos para uma sociedade soberana.

Compartilhe agora!

Comments are closed.