Por Esmael Morais

Protestos lançam juiz Sérgio Moro à Presidência da República e atropelam PT e PSDB nas ruas de todo o País

Publicado em 17/08/2015

moro_presidente_2018Nem Aécio, nem PSDB. Muito menos Alckmin e Richa. Também nada de Lula ou PT. As ruas consagraram neste domingo (16), de Norte a Sul do País, o juiz federal paranaense Sérgio Moro.

O comandante-em-chefe da operação Lava Jato ganhou cartazes, adesivos, camisetas e até bonecos gigantes nas manifestações de rua.

Moro representa certo déjà vu na luta contra a corrupção e os corruptos, uma espécie de super-herói nacional, cujo papel era antes ocupado pelo ministro Joaquim Barbosa.

O presidente da Paraná Pesquisa, Murilo Hidalgo, deverá colocar Sérgio Moro na próxima sondagem sobre a disputa à Presidência da República.

O movimento pelo impeachment de Dilma Rousseff e o PT, como já havia registrado o Blog do Esmael, teve ontem clima de campanha política eleitoral antecipada. Estrutura de disputa presidencial.

Se Moro concorrer à sucessão de Dilma, os demotucanos ficarão chupando dedos.

No esquema da velha mídia, 2018 será a disputa entre o bem (Sérgio Moro) contra o mal (Lula). Mesmo que o juiz não seja candidato, o chefe da Lava Jato servirá como ferramenta de combate ao PT — como já foi este domingo.