Garganta Profunda de Londrina: ‘Beto Richa teme ir para a cadeia com a volta de Roberto Requião’

Professores amarraram ao mastro em frente Palácio Iguaçu, na última segunda-feira (29), boneco gigante do governador Beto Richa, com uniforme de presidiário, para lembrar dois meses do massacre no Centro Cívico; informante do Blog do Esmael, Garganta Profunda de Londrina, revela que o tucano teme ir para a prisão caso o senador Roberto Requião volte ao governo do Paraná; abaixo, leia o relato do X-9.

Professores amarraram ao mastro em frente Palácio Iguaçu, na última segunda-feira (29), boneco gigante do governador Beto Richa, com uniforme de presidiário, para lembrar dois meses do massacre no Centro Cívico; informante do Blog do Esmael, Garganta Profunda de Londrina, revela que o tucano teme ir para a prisão caso o senador Roberto Requião volte ao governo do Paraná; abaixo, leia o relato do X-9.

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no 3º andar do Palácio Iguaçu, afirma que a pesquisa divulgada nesta quarta-feira (1º), para o governo do estado, em 2018, caiu como uma bomba nuclear na antessala do governador Beto Richa (PSDB).

Segundo o X-9 com acesso fácil a entourage tucana, Richa teme ser preso caso o senador Roberto Requião (PMDB) volte a ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez. Garganta Profunda de Londrina também relatou que os palacianos tremem de medo do ex-secretário da Segurança Pública peemedebista, Luiz Fernando Delazari, que não teria dó nem piedade dos envolvidos com corrupção no governo do estado.

Levantamento da Paraná Pesquisas, publicado pelo jornal Gazeta do Povo, aponta a liderança de Requião na disputa pelo governo. Ele tem 30% das intenções de voto, seguido pelo senador Álvaro Dias (PSDB) com 27%. Em terceiro aparece Ratinho Júnior (PSC), que tem 20%, e Gleisi Hoffmann (PT), 8%, em quarto lugar.

A sondagem do instituto de Murilo Hidalgo deverá mexer com os “instintos mais selvagens” dos deputados na Assembleia Legislativa do Paraná. Há, por exemplo, um forte movimento pela instalação da CPI da Receita Estadual para investigar a corrupção no governo Richa.

Comentários encerrados.