Em Curitiba, “cavalo encilhado” passa outra vez na frente de vice petista

mirian_cavalo_prefPela segunda vez, em dois anos de meio, a vice Mirian Gonçalves, do PT, assumiu interinamente o cargo na Prefeitura de Curitiba. Mais uma vez, portanto, a petista vê o “cavalo encilhado” passar-lhe na frente. É a oportunidade que ela tem de mostrar que existe politicamente. Talvez o “cavalinho da sorte” não volte a galopar em sua frente até o fim deste mandato.

O titular, prefeito Gustavo Fruet, do PDT, foi ao Vaticano, em Roma, pedir perdão ao papa Francisco pela gestão pífia que faz e participar de evento sobre sustentabilidade. Ele permanecerá no “País da Bota” até o dia 25 de julho.

Em maio de 2013, durante a primeira interinidade, Mirian foi instada pela frente política a reduzir o preço da passagem de ônibus em 5 centavos. Na época, Fruet aumentara a tarifa de R$ 2,60 para R$ 2,85, a despeito das manifestações que sacudiam o país.

Há dois anos, a vice não teve coragem de reduzir o preço do ônibus durante viagem do titular ao Japão, mas, ao retornar, pressionado pelas ruas, o prefeito voltou atrás do aumento baixando a tarifa em R$ 2,70. No entanto, nos meses seguintes recuperou o preço da passagem como determinaram os empresários do transporte. Agora cogita subir a tarifa para R$ 3,80, conforme entrevista ao jornal Gazeta do Povo.

Em 2004, o então vice-prefeito Beto Richa (PSDB) baixou o preço da passagem durante viagem internacional do prefeito Cássio Taniguchi (PSDB), e, por isso, o tucano elegeu-se prefeito. Seis anos mais tarde, descobriu-se que prefeito e vice forjaram “rompimento”. O antigo “desafeto” Taniguchi ocupou a Secretaria de Planejamento no primeiro governo Richa.

Pelo que se sabe, Fruet deverá descartar o PT da vice em sua chapa. Trabalha por uma composição com o deputado Ney Leprevost, do PSD, ou Flávio Arns, que estaria prestes a deixar o PSDB para ingressar no PSC de Ratinho Júnior.

Diante disso tudo, fica a pergunta: Mirian e o PT concordam com o tarifaço de Fruet e estão aderidos à máfia do transporte que governa Curitiba? A conferir.

Comentários encerrados.