Para terminar greve na educação, Assembleia “suprapartidária” ameaça atropelar intransigência de Beto Richa

Publicado em 2 junho, 2015
Compartilhe agora!

Pericles-MelloO deputado Péricles Mello (PT) anunciou nesta terça-feira (2), da tribuna da Assembleia, a elaboração de um substitutivo ao projeto do governador Beto Richa (PSDB) concedendo 8,17% de reajuste na data-base de professores e servidores do Paraná. A proposta seria “suprapartidária” teria a assinatura de 32 dos 54 parlamentares.

Péricles leu nomes de colegas de parlamento e partidos que subscreverão o novo substitutivo, que na prática significa atropelar e impor uma fragorosa derrota à intransigência do governador tucano.

O objetivo da Assembleia é resolver o imbróglio da greve, sobretudo na educação básica, que hoje completou 36 dias.

Segundo o anúncio, os 32 deputados seriam distribuídos nos seguintes partidos: PMDB, PSC, PT, PDT, PSD, PSB, PRB, PPL, PV e PPS.

Os grevistas reivindicam reposição inflacionária de 8,17%, mas o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, como governador de facto, joga duro.

Compartilhe agora!

Comments are closed.