Menos de 24h após punir professores, Assembleia anuncia benefícios aos servidores do legislativo

profs_alepMaldade pouca é bobagem em terra de tucano.

Após a Assembleia Legislativa rejeitar a reposição inflacionária de 8,17% aos professores e servidores do executivo, em menos de 24 horas, o presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou na tarde desta terça-feira (23) um “pacote de bondades” para os funcionários do poder legislativo.

A sessão foi interrompida para a confraternização entre parlamentares e os beneficiados pelas medidas sancionadas, que preveem progressões e avanços na carreira. Também está prevista a reposição de 8,17% em parcela única, sem crediário.

Os educadores firmaram convicção nas redes sociais de que estão sendo punidos pela “Bancada do Camburão” e pelo governador Beto Richa (PSDB), em virtude da greve que fizeram.

Os professores da educação básica e universitária, nunca na história do Paraná, haviam sofrido tamanho “bullying” político de um governador com a complacência bovina da Assembleia.

A constatação do “bullying” é do jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, no Jornal de Londrina.

Comentários encerrados.