Taradão do Palácio Iguaçu confirma: ‘Primo de Richa tinha influência na corrupção da Receita de Londrina’

A ironia da história é que o lobista Luiz Abi, que tem horror a fotos, foi delatado justamente pelo ex-fotógrafo e ex-assessor do primo Beto Richa.

A ironia da história é que o lobista Luiz Abi, que tem horror a fotos, foi delatado justamente pelo ex-fotógrafo e ex-assessor do primo Beto Richa.

O fotógrafo Marcelo “Tchello Caramori”, ex-assessor do governador Beto Richa (PSDB), em depoimento ao Gaeco, delatou que o lobista Luiz Abi Antoun, primo do tucano, tinha influência e responsabilidade na quadrilha que atuava no governo do estado.

A revelação é do repórter Fábio Silveira, na edição desta quarta-feira (25) do Jornal de Londrina.

O ex-assessor que esteve preso por pedofilia confirmou algo que não é novidade alguma nos bastidores da política paranaense.

O primo que ficou preso por uma semana tinha trânsito livre nos principais escalões do governo. Ele, inclusive, possuía poder de fogo para indicar nomes para cargos estratégicos na administração pública.

O esquema de corrupção liderado pelo parente do governador, de acordo com o Ministério Público, pode ter causado prejuízo ao erário superior a R$ 1 bilhão e ser um dos motivos da crise financeira no Paraná.

Comentários encerrados.