Por Esmael Morais

Ministro Cid Gomes causa confusão com declaração na Câmara

Publicado em 18/03/2015

cid.jpgO ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), esteve na Câmara dos Deputados hoje (18) atendendo a uma convocação para explicar sua recente declaração que a casa teria de 300 a 400 parlamentares “achacadores”.

Prece que o fecho ficou pior que o soneto, pois desta vez Cid pediu aos deputados “oportunistas”, que fazem indicações para cargos na administração federal mas não apoiam o governo no Congresso, para que “larguem o osso, saiam do governo”.

A declaração causou indignação imediata nos deputados da base de apoio ao governo e até na oposição. Deputados do PMDB pediram a cabeça de Cid, caso contrário ameaçam deixar a base governista. O líder da Minoria, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), pediu que a presidenta Dilma Rousseff (PT) esclareça sua opinião em relação à base aliada na Câmara, depois da fala de Cid Gomes.

Além de inadequadas, as declarações de Cid Gomes vêm num péssimo momento, em que o governo está fazendo de tudo para costurar uma maioria no legislativo e sair da defensiva da crise política e econômica.

Mas ninguém pode negar que as declarações do ministro da educação vêm de encontro com o que muita gente pensa, dentro e fora do governo.