Greve nas universidades estaduais mantém pressão sobre Richa

unies.jpgOs docentes e servidores técnico-administrativos das sete universidades estaduais do Paraná continuam em greve por tempo indeterminado contra o governo Beto Richa (PSDB).

Os grevistas exigem a desistência do governo estadual no projeto de reforma da previdência, o pagamento imediato do 1/3 de férias, e a retirada do projeto de autonomia financeira universitária.

Na terça-feira (3), os sindicatos de professores e técnicos administrativos da UEL entraram com pedido de investigação contra o governador Beto Richa junto ao Ministério Público Estadual. Os sindicatos sustentam que o não pagamento do 1/3 de férias dos servidores configura improbidade administrativa.

Na tarde de hoje (5) haverá uma nova reunião dos comandos de greve dos professores da Unicentro, UEM, UEL, Unioeste, Unespar, Uepg e Uenp com o secretário de Ciência Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, para tratar da pauta de reivindicações..

Paralelo a isso, há mobilizações na maioria dos campi espalhados por todo o Paraná.

Se as negociações não avançarem, pode ser ampliado o impasse visto que o ano letivo ainda não começou. Há quem aposte numa nova tentativa do governo em criminalizar o movimento, como já foi feito com a greve dos profissionais da educação básica.

O fato é que o governador e sua equipe não demonstram condições de resolver os problemas que eles mesmos criaram. O Estado está quebrado como nunca antes esteve. O imobilismo da máquina administrativa é completo. Os servidores não dão mostras de que vão recuar.

Parece que Beto Richa só tem uma saída, mas é pela porta dos fundos.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Nossa tanta tradição e história das universidades paranaenses e esse lixo de Beto Richa trata como se não significassem nada para o povo paranaense ou pior como se fossem um empecilho para o seu desgoverno.

  2. Acho que o Beto virou uma MARIA ANTONIETA e vamos ter que mandá-lo para a guilhotina.

  3. Esmael, os estudantes estão ocupando a sala dos conselhos da Reitoria da UEM, após conversas, reivindicações e acordo com a reitoria, em solidariedade e apoio ao movimento grevista.
    Como eles mesmos disseram, ao reivindicar melhor qualidade de ensino, eles disseram: “Governador, mexeu com os servidores da UEM, mexeu conosco! Tamos na Luta!”

  4. Pelo visto só uma intervenção federal para acabar com as besteiras proporcionadas por esse desgoverno.

  5. Ah, quero ver Trombanelli dizer que agora essa greve também é politica.

  6. Beto Lixo acabou para a política e dia 13/03 é IMPECHMENT DO PLAYBOY!

  7. BETO RICHA CONSEGUIU, ESTABELECER O CAOS NO PARANÁ,PRA DEFENDEREM OS DIREITOS LEGÍTIMOS DA CLASSE, PROFESSORES ESTÃO VIVENDO PRATICAMENTE COMO MORADORES DE RUA…A INCOMPETÊNCIA DE UM SÓ HOMEM, DESESTRUTUROU A VIDA DE MILHÕES.

  8. Esmael, a reitoria da UEM está ocupada, apure

  9. Esmael perfeito sua análise e o contexto, apenas uma correção, onde você escreve “…como já foi feito com a greve dos profissionais da educação fundamental” leia-se “profissionais da educação básica”. Abraço

  10. Vídeo da assembléia em que os professores decidiram manter a greve
    https://www.youtube.com/watch?v=inYTrxolJC8