Requião na oposição a Dilma?

levy_dilma_requiao.jpgO senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou ao Blog do Esmael, nesta segunda-feira (1!º), que está desolado com os rumos que o governo reeleito de Dilma Rousseff (PT) está tomando. Segundo ele, a composição do ministério é o reflexo da conciliação do PT e do ex-presidente Lula com o mercado!.

E aquele povo que votou na Dilma, lá do Nordeste, do Sul e Sudeste, enfim, aqueles escolheram um modelo que não era do Aécio Neves?!, questiona o senador paranaense, para logo em seguida ele mesmo responder: Não importa, a eleição já passou!.

Inconformado com a guinada do governo Dilma para a conciliação com o mercado, Requião poderá liderar a oposição no Senado. O parlamentar coordenou no 2!º turno a campanha da petista no Paraná.

Me entristece muito um governo que eu e milhões de brasileiros ajudamos a eleger fazendo essa concessão ao tal mercado financeiro. Será um governo de [Joaquim] Levy e banqueiros cujo um modelo já está esgotado!, disse Requião, ao referir-se ao futuro ministro da Fazenda.

No modelo de conciliação de governo pretendido por Dilma e o ex-presidente Lula não há espaço para figuras políticas como Requião. Lembrado para a Fazenda e até mesmo para o Ministério das Comunicações, o senador disse que não ter interesse em cargos que não tenham como veio a soberania nacional.

O desiludido Requião não fala, mas suas tuitadas e entrevistas ácidas sinalizam rumo à  oposição à  presidenta Dilma que ajudou reeleger.

Comentários encerrados.