“Homem da mala”, novo ministro do Esporte ‘conseguiu’ ser expulso do PFL

Publicado em 24 dezembro, 2014
Compartilhe agora!

hilton_mala_aldo.jpgO deputado federal George Hilton (PRB-MG) anunciado ontem (23) para o Ministério do Esporte pode trazer problemas futuros à  presidenta Dilma Rousseff (PT).

O novo “desportista” é pastor da Igreja Universal Reino de Deus e, em 2007, conseguiu a proeza de ser expulso do PFL — antecessor do DEM.

Há sete anos, Hilton foi flagrado pela Polícia Federal transportando 11 malas de dinheiro vivo. Na época, ele explicou que a bufunfa — coisa de R$ 600 mil — era doação de fiéis e acabou liberado.

O jornalista Juca Kfouri, especialista em esporte, afirmou em seu blog que “Dilma chuta o Esporte a escanteio” com a escolha do deputado George Hilton.

“Não há nada que esteja ruim que não possa piorar. O esporte mais uma vez fica relegado a alguém da terceira divisão”, lamentou Kfouri.

A revista CartaCapital, no blog Esporte Fino, também criticou a nomeação do pupilo do pastor e senador Marcelo Crivela (PRB-RJ).

“Aqui, a nomeação de George Hilton por Dilma Rousseff (PT) escancara a importância que ela dá ao esporte: pouquíssima, ou nenhuma”, alfinetou Felipe Chemale, da equipe do jornalista Mino Carta.

Resumo da ópera: a mídia e os esportistas parecem já estar com saudades do ministro Aldo Rebelo (PCdoB), que vai assumir a Ciência e Tecnologia na próxima semana; além de Saci-Pererê, o comunista também entende de foguetes.

Compartilhe agora!

Comments are closed.