Em cinco anos, polícia brasileira mata mais do que os EUA em 30 anos

anistia

Recente levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) que compõe o Anuário Brasileiro de Segurança Pública revela que, em cinco anos, a polícia brasileira levou a óbito ao menos 11.197 pessoas, mais do que a polícia estadunidense ao longo de 30 anos (11.090 pessoas).

De acordo com o relatório, a tropa mais letal está no Rio de Janeiro, seguido por São Paulo e pela Bahia. Nestes cinco anos, só em 2012 o Rio ficou em segundo lugar, perdendo para São Paulo, onde foram registradas 583 mortes contra 419 registradas pela polícia carioca.

Proporcionalmente, o Paraná é o quinto estado do país onde a polícia mais matou em serviço em 2013. A cada 100 mil habitantes paranaenses, foi registrada 1,4 morte por policiais militares ou civis em serviço. O estado fica atrás do Rio de Janeiro (2,5), Bahia (2,1), Pará (1,9) e São Paulo (1,5).! 

O número de policiais mortos no Brasil também aumentou de 2012 para 2013 passando de 447 para 490. A média nacional é de 1,34 policial assassinado por dia. Desde 2009, 1.170 agentes foram mortos e a maioria dos casos aconteceu quando o profissional não estava em serviço. O estado do Rio de Janeiro é o que possui o maior número de policiais assassinados fora de serviço, com 104, seguido de São Paulo, com 90, e Pará, com 51.

A maioria dos Estados brasileiros não tinham, até pouco tempo, controle das mortes praticadas por policiais em serviço. Apenas 11 das 27 unidades federativas apresentaram a contabilidade solicitada pelos pesquisadores do Fórum.

Pela primeira vez o Anuário inclui também dados sobre os custos da violência. Em 2013, estes custos chegaram a R$ 258 bilhões, o que equivale a 5,4% do Produto Interno Bruto (PIB) produzido pelo país. A maior parte dos gastos refere-se à  perda de capital humano.

Jeitinho!

Outro levantamento presente no Anuário e feito pela Fundação Getúlio Vargas em oito estados brasileiros, revela que 57% dos entrevistados acreditam ser possível desobedecer as leis e 81% dizem que é sempre possível dar um jeitinho! para não cumpri-las.

Algumas análises dizem que esses dados são fortes sinais de que a população convive diariamente com a sensação de impunidade. à‰ em Brasília que está a maior parte das pessoas que acham que é possível dar um jeitinho!.

Fontes: Brasil de Fato e Gazeta do Povo

28 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É necessário que os direitos humanos de toda a sociedade, o que cabe à Polícia Militar defender, não sejam pisoteados por aqueles que, dizendo- se defensores deles, apoiam sistematicamente os que dilaceram as instituições.

    CONCORDO COM O PENSAMENTO CITADO ACIMA, PORÉM:
    É necessário que os direitos humanos de toda a base da Corporação, o que cabe também à Polícia Militar defender, para que não sejam pisoteados por aqueles que administram o benefício social de moradia, essencial para a dignidade humana e destinado aos praças; conquistado pelo Coronel que comandou a PM no período 1961 a 1965.

  2. Nas 2 guerras no golfo ,As trpas americanas mataram quase 1 milhão de soldados e civis no iraque;mataram milhões no camboja e no Vietenã.milhres ,centenas de milhares no afganiztão.Os EUA não serve de espelho pra niguem.Mas a gran bretanha sim serve , mas mataram um inocente Brasileiro.Coisa que brasileiro não mexe com o terorismo internacional;

  3. A Polícia Militar é só a linha de frente de um sistema que funciona muito mal!

  4. Como a população lá é bem maior, em números proporcionais o absurdo é ainda maior. Mas para nossos governantes, em todas as esferas, está tudo OK! Parabéns Dilma, Beto, Fruet e tantos outros. Parabéns ao eleitor, que trata política como futebol.

  5. O QUE ATRASA O SISTEMA POLICIAL É O MILITARISMO (SISTEMA DE COMANDO ULTRAPASSADO, DA ÉPOCA EM QUE O HOMEM VIVIA EM CAVERNAS) UTILIZADO NAS POLICIAS ESTADUAIS, NO TERCEIRO MILÊNIO. MILITARISMO É COISA DE FORÇAS ARMADAS, ONDE UM JOVEM PÓS ADOLESCENTE SERVE UM ANO. VER UM PAI DE FAMILIA COM 20 ANOS DE SERVIÇO SER HUMILHADO POR SUPERIORES QUE USAM UM REGULAMENTO PRIMATA É HORRÍVEL.OS POLICIAIS SÃO PRIVADOS DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS POR UM REGULAMENTO INCONSTITUCIONAL E OBRIGADOS A FICAR DE BOCA FECHADA AINDA. A POLICIA PRECISA SER DESMILITARIZADA E UNIFICADA COM UM PLANO DE CARREIRA. ACABAR COM ESSE ABSURDO QUE EXITE NAS PMs ONDE EXISTE 16 POSTOS, UMA VERGONHA PODRE NESSE PAÍS.

  6. deveria ser colocado tambem que para cada policial americano morto, morrem 17 brasileiros

    • Policial, aqui vai o link do Observatório da
      Imprensa, que corrobora a sua afirmação de que
      morrem 17 policiais brasileiros para 1 americano.
      http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed718_realidade_chocante_e_nao_amplamente_divulgada
      Esmael, fiquei com nojo da ilustração da matéria
      acima, que mostra o meliante como mártir, algemado
      e vestindo uma camisa estampada com a bandeira
      brasileira.
      Isso “imprime” uma ideia na cabeça de quem vê essa
      ilustração, de maneira não crítica, de que todo o
      meliante é vítima, e todo o policial é algoz.
      É uma sacana duma mensagem subliminar, pois impõe
      um conceito ou ideia a outra pessoa sem que ela
      tenha condições de fazer juízo de valor.
      Isso é antiético e desonesto.

      • Continuação I …
        Um policial militar amigo meu, relatou-me isto
        há uns dois anos:
        “Quando 1 meliante era ferido em confronto ou
        luta, a gente levava ele no Hospital do
        Trabalhador, e lá tinha 1 médico cara dura, que
        sempre mandava nós tirar as algemas. Tire as
        algemas do rapaz, já disse.
        Ele só passou a nos tratar melhor, depois que 1
        ladrão entrou na casa dele, há uns 6 anos atrás,
        só taVA a mulher dele em casa, amarrou ela numa
        cadeira, e antes de sair cortou os 2 mamilos dos
        seios da mulher com a faca da cozinha.
        Depois disso ele passou a nos tratar com respeito,
        e nunca mais pediu para a gente tirar algema de
        ninguém”.
        Deu pra sentir a mudança de atitude?
        Quem acompanha a crônica policial de Curitiba,
        lembra desse ocorrido.

        • Continuação II …
          Um policial, irmão de um amigo meu, morreu de
          câncer no estômago há uns 5 anos.
          Totalmente abstêmio em relação ao álcool,
          não fumante, não comia carne vermelha, sendo
          ainda extremamente regrado quanto ao consumo
          de frutas e verduras.
          Nem um motivo aparente para desenvolver a
          doença. Mas qual a causa então?
          Ora, ele acompanhava na sala de Raio-X, os feridos
          em confronto, e isso era uma constante.
          Só que ninguém pensa na proteção do policial contra
          a radiação intermitente que causa câncer.
          Aliás, devido a generalizações e estereótipos que
          essa infeliz charge ou ilustração acima mostra, o
          policial é um misto de Homem de Ferro, algoz, e
          carrasco, e tem mais é que tomar radiação mesmo!
          Esmael, meias verdades sempre rimam com hipocrisia.
          Porque tratamos tão mal aqueles que nos defendem?

          • Continuação III …
            Esse lance de desmilitarizar a polícia não
            resolverá o problema da criminalidade e violência.
            Alguém acha que sim?
            Ora, cada polícia tem uma característica
            predominante. Civil: investigativa,
            científica, e detenções de curto prazo.
            Militar: prevenção, rondas, administração e repressão de conflitos com multidões, perseguição e confronto
            com meliantes.
            Municipal: guarda de patrimônio público, e prevenção.
            + ou – é isso aí.
            Dá pra misturar tudo isso aí?
            O “grande” resultado da desmilitarização e
            unificação das polícias, será a diminuição do nº de
            policiais e agentes de segurança.
            Vão aproveitar e economizar dinheiro justo com a nossa segurança.
            Só isso.
            conflitos

  7. O que muita gente não sabe é que policiais militares raramente são beneficiados com os direitos sociais previstos na CF.
    Os que conseguiram o direito essencial para a dignidade humana que é a moradia, que lhes foram cedidas pra ocupação e uso de suas família no passado pelo idealizador do projeto Social, agora estão sendo despejados por poderosos que dizem que são legítimos proprietários da moradias construídas em ampla área.
    Os que ainda estão na ativa deveriam receber tratamento psicológico. pois estão trabalhando em estado depressivo com uma ordem de DESPEJO no bolso de sua farda.
    Muitos sabem onde este fato esta ocorrendo. mas não se atrevem a defende-los.

  8. O maior temor do PT é uma resistência armada que faça frente a implantação do socialismo no Brasil e foi por isso que uma das primeiras ações do PT foi a implantação do Estatuto do Desarmamento ou alguém acreditou que era para baixar os índices de violência. Desmilitarizar a PM é tão importante quanto à regulamentação da mídia.

  9. Sou a favor da desmilitarização das PMs pois só quem esta dentro do sistema sabe o quanto os PMs sofrem internamente com pressões que se contado a civis os mesmos dão risada e acham inacreditável acontecer tais situações, como o oficiais dizem seu único direito é não ter direito algum.
    Dai muitas das vezes os Policiais soldados que são a classe trabalhadora da PM desconta sua raiva na sociedade.
    Ainda quero viver para ver a desmilitarização da PM.
    Nem que eu já esteja na reserva.

  10. Tem crescido a criminalidade em São Paulo. Mês após mês as estatísticas estão piores. Por outro lado, os denominados grupos sociais estão cada vez mais voltados à desfiguração das instituições e ao esfrangalhamento da ordem jurídica.
    O líder de um deles, que orienta as invasões de prédios e terrenos, declara publicamente que o movimento vai muito além das invasões ilegais, e objetiva instituir no País um regime marxista, no estilo apregoado pelo pensador alemão, o qual, segundo Galbraith, era um intelectual admirado – desde que não estivesse morando no país que o elogiava.
    O movimento quer eliminar as elites, os empresários e os ricos, substituindo-os pelos “saqueadores”, na feliz expressão da escritora Ayn Rand no livro A revolta de Atlas, pois, na visão deles, é bom que os que souberam construir a nação sejam despojados daquilo que têm em prol daqueles que não sabem construir. O pior é que os que defendem que ricos e pobres devem se unir para fazer a nação mais rica, e os pobres, ricos, são considerados elites. Pretendem, pois, em vez de fazer os pobres, ricos, fazer os ricos, pobres.
    Por isso a nação vai muito mal, e ao lado da Argentina, Cuba e Venezuela, ostenta as piores performances econômicas do continente.
    Para impor a ordem e permitir que os que desejarem modificações, que as promovam através de seus representantes nos Legislativos e não por meio da violência, as polícias militares são fundamentais – e São Paulo tem uma polícia militar de nível e de valor.
    Ocorre todavia, entre nós, fenômeno que impressiona. Exatamente aqueles que deveriam apoiar a ação de policiais militares em defesa da ordem, da sociedade e da paz social, pois dela se beneficiam, são os que a combatem (mídia e sociedade), se colocando ao lado dos criminosos e dos agitadores, como se os direitos humanos devessem estar mais voltados à defesa dos meliantes do que da sociedade.
    Raramente os jornais publicam o número de mortos entre os policiais. Só em São Paulo foram mortos, este ano, 73 policiais em choque com os criminosos. Defende-se , todavia, que devem ser respeitados os direitos dos desordeiros, que não respeitam a vida, o patrimônio público e privado e muito menos o direito de ir e vir dos cidadãos.
    Nos países civilizados, em que há ordem, as passeatas e manifestações são autorizadas. Mas em alguns deles, os que promovem tais movimentos são obrigados a limpar o local depois. E os criminosos são perseguidos e presos, em nome da ordem.
    No Brasil, os próprios policiais militares têm, atualmente, receio de defender os cidadãos e o patrimônio público e privado, pois, quando o fazem, se algum cidadão, num celular, fotografar sua ação de defesa, em que um criminoso ou arruaceiro é afastado, às vezes, com aplicação da violência necessária, este militar sofrerá inquérito e terá que defender-se das acusações às suas expensas.
    Creio que há necessidade de as funções dos que defendem a sociedade serem valorizadas, o que fez o Conselho Superior de Direito da Fecomercio, que presido, em reunião na qual, após exposição acentuando o trabalho que vem sendo realizado pelas Polícias Militares, apesar das críticas, manifestou-se, elogiosamente, a respeito de sua atuação.
    É necessário que os direitos humanos de toda a sociedade, o que cabe à Polícia Militar defender, não sejam pisoteados por aqueles que, dizendo- se defensores deles, apoiam sistematicamente os que dilaceram as instituições.
    Ives Gandra Martins é presidente do Conselho Superior de Direito da FecomercioSP.

    http://www.fecomercio.com.br/ImprensaArtigosInterna/Artigo/11804

  11. Mesmo assim as cadeias estão superlotadas… ô racinha…

  12. Há que se considerar que o Estado do Paraná é a porta do tráfico de drogas e de armas provenientes dos países produtores e exportadores. E que esta nossa fronteira é desguarnecida de policiamento. O efetivo pessoal está bastante aquém do ideal. Por falar nisso, aquele aviãozinho que voa sem tripulação e que foi anunciado com alarde já decolou alguma vez do campo de São Miguel do Iguaçu. Chamam-no de V.A.N.T – veículo aéreo não tripulado e serviria para sobrevoar a área de fronteira Paraná-Mato Grosso do Sul-Paraguai e Argentina. Eu, hein?

  13. Todo mundo que é contra a Policia e a favor da desmilitarização não tem idéia da organização que isso oferece a corporação e ser tao critico a Policia é a apenas até precisar dela ai a policia passa a ser valorizada…

  14. Esmael, e a lei do desarmamento ninguém fala mais nada? Aos direitos humanos querem que seja possível que nossas policias trabalhem com um estilingue,contra a bandidagem que estão armados com AR 15, AK 47.Assim vai.Quanto aos policiais, mortos ou que ficaram incapazes para o trabalho devido a ferimentos de confrontos com a bandidagem, que está olhando por eles e suas famílias? Só defende vagabundo quem está no meio deles.

  15. Que barbaridade…

    Sou contra o militarismo… unificação das polícias, incluindo as GMs… coronelada que vistam as pantufas, porque esse processo irá acontecer, e não vai demorar muito.

  16. Cada povinho merece a policia, o politico, o serviço de saúde, a educação… etc, etc, etc. Esse papo de desmilitarizar a PM é mais um golpe do PT que não quer enfrentar resistência armada em seu golpe socialista ou tem gente achando que o estatuto do desarmamento foi para reduzir a violência???

    • Genildo

      Não sou petista e nem psdbista, esse teu papinho de povinho é porque vc deve ter 2 neurônios e meia neuróglia para segurar os dois… se recicle cara… Vagabundo tem que encher de chumbo. O que não pode é puliça ficar matando a torto e direito e ficar impune, chega de milícia fardada nas ruas, com pouco treinamento, e sangue nas mãos.

      • Use seu discursinho marxista para o politico que você elegeu e cobre dele leis em que haja, primeiramente, caráter punitivo, depois ressocialização. 1/6 de cumprimento de prisão para criminosos é piada de péssimo gosto e por fim, você deve estar confundindo meus testiculosos com meus neurônios.

      • Pera aí BADGER HONEY, você acha que vagabundo tem que levar chumbo mas é contra a policia encher vagabundo de chumbo?? Cê quer que padeiro, pedreiro, empregada doméstica que encha a vagabundagem de chumbo??? Se der me explica essa sua teoria, por favor.

    • Como tem gente idiota e ignorante mesmo
      Lamentável
      Mas pedir golpe militar pode né??
      boboca

  17. Ai vagabundo mão pra cima,O que esperar a policia militar de todo o nosso brasil é despreparada, muito pouco treinameto em um ano estão nas ruas.