Paulo Rossi: Copa do Mundo, nada justifica atos de vandalismo!

O Presidente da central sindical União Geral dos Trabalhadores (UGT-PARANà), Paulo Rossi, manifesta sua opinião sobre as manifestações contra a realização da Copa do Mundo de Futebol. Para ele, gastos exorbitantes ou superfaturamentos são deploráveis, mas não justificam o quebra-quebra geral produzido pelos mascarados black blocs.

O Presidente da central sindical União Geral dos Trabalhadores (UGT-PARANà), Paulo Rossi, emite! opinião sobre as manifestações contra a realização da Copa do Mundo de Futebol. Para ele, gastos exorbitantes ou superfaturamentos são deploráveis, mas não justificam o quebra-quebra geral produzido pelos mascarados black blocs.

Artigo de Paulo Rossi*

Apesar de não ter sido entrevistado por algum desses vários institutos de pesquisas, faço parte da maioria dos brasileiros que foram contra a realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil, e, por consequência, dos gastos exorbitantes, superfaturados ou não, que infelizmente os contribuintes terão que arcar com a conta.

Mas como cidadão não posso concordar com os atos de vandalismo praticados durante os jogos. Em Curitiba, cidade que escolhi para viver e trabalhar, estudantes(??) da respeitada Universidade Federal do Paraná, travestidos de “black blocs”, simplesmente resolveram promover depredações, destruindo lojas, agências bancárias e pichando ônibus, que transportam quem realmente estuda e trabalha, provavelmente muitos pais e mães desses pseudo estudantes!.

Me pergunto: O que esperar no futuro de um aluno que promove tais atitudes? Com essa formação como se comportará um provável juiz, um médico ou outro profissional? Será que respeitará os princípios éticos da profissão que escolheu?

A democracia plena requer respeito à s pessoas e à s instituições. Será que esses baderneiros não sabem que quem vai pagar a conta, por exemplo, de um banco destruído, serão os próprios correntistas, pois nas várias taxas cobradas, já estão previstos tais prejuízos??

Será que não sabem que, ao depredar um ônibus de transporte coletivo, quem pagará a conta é o próprio contribuinte, pois as empresas apresentarão ao município tais prejuízos nas planilhas do preço da passagem?

Por quê, quando o Brasil apresentou sua candidatura para sediar o mundial 2014, esses movimentos não se manifestaram contra os jogos? Será porque o então presidente Lula recebia boa parte desses baderneiros para convescotes e ninguém queria ser contra o Rei?

Que eventos como este mundial, promovido por uma entidade privada (Fifa), à s custas do erário público, possam servir para refletirmos sobre o nosso papel como cidadãos e que antes dos governantes jogarem nosso dinheiro fora, adotem os vários exemplos de países realmente honestos e democráticos, como, por exemplo, a Suíça, que realiza plebiscitos com a população antes de qualquer ação que gere gastos para o país e seus cidadãos.

2016 está próximo e teremos as Olimpíadas. Assim como esses movimentos não se manifestaram contrários no momento adequado, será que teremos mais badernas e destruição do patrimônio público? Reflitamos e nos preparemos para isso.

*Paulo Rossi !“ Presidente da central sindical União Geral dos Trabalhadores (UGT-PARANà).

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Por quê então o seu (des)governador beto richa liberou os defensores públicos para atenderem esses marginais? Será que é para tentar atingir o PT?

  2. pelo menos nome de jogador de futebol ele tem.

  3. Esse tal de Paulo Rossi não foi o mesmo carrasco que fez 3×2 no Brasil na copa de 1982?

  4. Parabéns pela coragem! Alguém tem que tocar nessa ferida e ajudar a combater esse cancro chamado “black blocs”.

  5. Só lembro ao Rossi que infelizmente boa parte dos estudantes da UFPR é um bando de filhinhos de papai que nunca trabalharam na vida e por isso não dão o devido valor ao trabalho de quem sua no dia a dia. Tenho loja aqui no centro e simplesmente tive que fechar as portas durante os atos de vandalismo.

  6. Eu acredito que esse Paulo Rossi anda conversando muito com o Geraldo, pois tá muito poético… kkk

  7. O problema é os pais destes lixos, o senhor e a senhora lixentos, que não deram um PINGO DE EDUCAÇÃO AOS SEUS FILHOS.
    Devia ter por aqui aquela pena que tem em Cingapura, de açoite. Devia marcar domingo cedo lá na praça Tiradentes, reunir a população e transmitir via TV, o açoite público desses vândalos.

  8. DEPOIS QUE ELE PERDEU SEU GURU MESSIAS OBAMA FICOU IGUAL UMA BIRUTA DE AEROPORTO.

    NÃO SABE PRA QUE LADO VAI. DA TIRO PRA TODO LADO.

    VOLTA MESSIAS, PRA ACALMAR TEU TELEGUIADO.

  9. Só faltou o paulo rossi escrever que vários defensores públicos a mando do ainda governador beto richa que ele apóia, estavam na delegacia para defender esses estudantes.

  10. Além de ter nome de craque, escreve muito bem. Parabéns, Paulo Rossi!