Calote no 13º deflagra greve de motoristas de ônibus em Curitiba

Motoristas e cobradores da empresa de Curitiba e região metropolitana entraram em greve na manhã desta quarta (21) devido ao calote no 13º salário.

É grande o número de pessoas que caminham a pé dos terminais que fazem a integração para chegar ao destino pretendido.

A greve no transporte coletivo é parcial. No entanto, no sábado (24), véspera do Natal, a paralisação tende a aumentar.

O sindicato das empresas coloca a culpa pelo calote na Prefeitura de Curitiba, pois, de acordo com a entidade que representa os donos dos ônibus, “a URBS deveria repassar R$ 4,6 milhões às empresas, mas só transferiu R$ 850 mil.”

Portanto, prefeito Gustavo Fruet (PDT), libera o peru para a moçada!

  • Deise

    Olha so ta certo eles.eles nao sao obrigado trabalhar de graça tem familia tem conta p pagar.qm e vc p chamar eles de vagabundos

  • marcelo santana

    Não temos prefeito nem governador para dar um basta nessa máfia do busäo.

  • Patrícia Nikka Ghona

    Vão ttrabalhar seus grevista vagabundo. Tem muitas gente precisando de ônibus, eu num preciso, tinha carro, mais a pobraiada precisa

    • ro

      Ridícula! Pessoas assim deveriam ser proibidas de falar ou de usar a net, você comprova que o Brasil é mesmo o 6° pais em ignorância. Parabéns!

    • André

      Quanta alienação!
      Quanto mais desenvolvido é um país, mais forte são seus sindicatos e direitos trabalhistas.
      Tem gente que acha que greve é coisa de pais comunista, quando na verdade nesses países nem sindicato existe.

    • david

      se vc ficar sem salario vc trabalhar sua fdp?