Wuhan, na China, volta a registrar casos de coronavírus

A cidade de Wuhan, epicentro inicial da pandemia na China, voltou a registrar casos da doença. Segundo a rede norte-americana CNN, autoridades de saúde locais divulgaram neste domingo (10) que uma pessoa contraiu a Covid-19. Desde o dia 3 de abril que a localidade não tinha nenhum caso

O paciente está em estado crítico e sua esposa também testou positivo. No entanto, ela é um caso assintomático. Os dois moram num bairro que registrou 20 pessoas infectadas no total. A Comissão de Saúde de Wuhan trata o novo caso como “infecção comunitária passada”.

Cinco pessoas da comunidade que contraíram a Covid-19 não apresentaram sintomas. Elas foram enviadas a hospitais para observação. As autoridades de saúde nacionais e locais chineses não incluem os infectados assintomáticos na contagem confirmada.

LEIA TAMBÉM:

Crescem as chances de impeachment de Bolsonaro

STF decreta luto oficial de três dias por mortes de coronavírus no país

China reabre cinemas, museus, teatros, hotéis e restaurantes

As fronteiras de Wuhan foram bloqueadas pelo governo da China por 76 dias até o dia 8 de abril quando voltaram a ser abertas. Até o último sábado, a cidade registrou 50.334 casos confirmados no total.