15 de julho de 2015
por esmael
3 Comentários

Em solidariedade a educadores, vereadores podem reduzir próprios salários para R$ 980 no interior do PR

Vereadores platinenses falam agora em reduzir o salário para R$ 980, valor do salário mínimo projetado para janeiro de 2016; prefeito Pedro Claro (DEM) cogita vetar aumento que eleva o salário dele para R$ 22 mil, maior que o vencimento da maioria dos professores; ideia de parlamentares, ao voltar atrás no aumento, é solidarizar-se com os educadores que tiveram reajuste 8,17% vetado pelo governador Beto Richa.

Vereadores platinenses falam agora em reduzir o salário para R$ 980, valor do salário mínimo projetado para janeiro de 2016; prefeito Pedro Claro (DEM) cogita vetar aumento que eleva o salário dele para R$ 22 mil, maior que o vencimento da maioria dos professores; ideia de parlamentares, ao voltar atrás no aumento, é solidarizar-se com os educadores que tiveram reajuste 8,17% vetado pelo governador Beto Richa.

Apenas dois dias depois de aprovarem um reajuste que dobrava os salários do prefeito, do vice e deles mesmos, os vereadores de Santo Antônio da Platina, Norte Pioneiro, perceberam que a notícia causou grande revolta da população e resolveram voltar atrás. Eles recuaram também da intenção de aumentar o número de cadeiras na Câmara, que tem nove vagas e passaria a treze. ... 

Leia mais