13 de março de 2016
por esmael
26 Comentários

Advogados dão impeachment no golpismo da OAB-PR

passos_oab_golpeO feitiço virou contra o feiticeiro, pois. Advogados paranaenses resolveram dar “impeachment” na direção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, que ontem à noite (12) subsidiou propaganda na Globo que convocou a manifestação de hoje pelo golpe contra a democracia.

Coube ao advogado André Passos, de cepa humanista, apontar o erro da OAB-PR ante a defesa do Estado Democrático de Direito. Segundo ele, a Ordem errou ao apoiar um movimento que tem o deputado Eduardo Cunha como articulador na Câmara.

“O senhor Eduardo Cunha é o grande opositor das bandeira tradicionais da OAB, inclusive elegendo-se através da campanha demagógica contra o exame de ordem”, escreveu.

A opinião de André Passos, como um rastilho de pólvora, ganhou apoios de peso no meio jurídico.

“Achei muito boa a manifestação do André. Ela reflete o que muitos advogados pensam, inclusive eu, que sou bacharel em Direito e tenho vários amigos na Ordem”, disse a senadora Gleisi Hoffmann (PT).

O professor e blogueiro Tarso Cabral Violin promete lançar uma “contra-nota” de advogados progressistas em defesa da legalidade democrática. O objetivo é fazer um contraponto à OAB-PR, que torrou o dinheirinho das anuidades dos profissionais para patrocinar propaganda na TV Globo convocando manifestação favorável ao golpe.

A vice-prefeita de Curitiba, advogada Mirian Gonçalves, também articula manifesto que desautoriza o golpismo da OAB-PR.

A seguir, leia a íntegra da nota de André Passos (reprodução do Facebook):