24 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
11 Comentários

PSol lança nesta segunda Randolfe à  presidência da República

Controverso senador Randolfe Rodrigues será lançado nesta segunda 24 à  Presidência da República pelo PSol; em 2013, o sucessor de Demóstenes Torres fora acuado de receber uma espécie de mensalão quando era deputado estadual do Amapá; ele acredita que o PT é nova direita do país; hoje à  noite, em São Paulo, o discurso do presidenciável será esse: "Essa história de presidencialismo de coalizão é eufemismo para justificar o clientelismo e o fisiologismo".

Controverso senador Randolfe Rodrigues será lançado nesta segunda 24 à  Presidência da República pelo PSol; em 2013, o sucessor de Demóstenes Torres fora acuado de receber uma espécie de mensalão quando era deputado estadual do Amapá; ele acredita que o PT é nova direita do país; hoje à  noite, em São Paulo, o discurso do presidenciável será esse: “Essa história de presidencialismo de coalizão é eufemismo para justificar o clientelismo e o fisiologismo”.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSol) escolheu esta segunda-feira, 24 de fevereiro, em São Paulo, para o lançamento da pré-candidatura do senador Randolfe Rodrigues (AP) à  Presidência da República nas eleições de outubro. A sigla também colocará da ex-deputada federal Luciana Genro, como pré-candidata a vice-presidente. ... 

Leia mais

5 de novembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

“Reviravolta”: Randolfe, do PSOL, diz que vai se candidatar a presidente

do Brasil 247O senador amapaense Randolfe Rodrigues (PSOL) acaba de anunciar que é pré-candidato à  Presidência da República. Seu nome deve ser lançado oficialmente no próximo dia 15 de novembro. Em entrevista exclusiva ao 247, o parlamentar afirmou que deverá disputar o posto de candidato internamente com a ex-deputada Luciana Genro, mas acredita que, no momento, tem o apoio da maioria dos delegados do partido.

Randolfe defende que “essa eleição precisa ter uma candidatura de esquerda”, uma vez que, segundo ele, todos os atuais postulantes não têm esse perfil. Em sua avaliação, tanto a presidente Dilma Rousseff, que é petista, como o senador tucano Aécio Neves, e ainda o governador de Pernambuco, o socialista Eduardo Campos, defendem a privatização do pré-sal. Alguns, a privatização “escancarada”, outros, a “envergonhada”.

Leia abaixo os principais trechos da conversa:

247 – Senador, o seu partido aguarda sua definição sobre a possibilidade de concorrer à  Presidência da República. Já o diretório do partido no Amapá debate seu nome ao governo do Estado. O senhor já tomou essa decisão?

Randolfe Rodrigues !“ No próximo dia 15 de novembro, deveremos realizar um ato, mas por enquanto estamos definindo o local, se será em Brasília ou Rio de Janeiro. Esse ato será de lançamento da nossa pré-candidatura à  Presidência da República.

Existe consenso dentro do PSOL em relação ao seu nome?

Não. Existe também o nome da ex-deputada federal Luciana Genro. Não é um nome apoiado pela maioria do partido, mas vamos resolver isso no congresso do PSOL. Eu espero que possamos avançar o quanto antes para chegarmos a um consenso. Do contrário, será decidido mesmo no Congresso Nacional do Partido nos dias 29, 30 e 1!º de dezembro, através da maioria dos delegados presentes.

O senhor já tem o apoio da maioria dos delegados?

De acordo com as contas que nós temos no processo preparatório da eleição de delegados ao congresso nacional, posso dizer que sim.

O PSOL está aberto a alianças com outras legendas ou vai lançar candidatura própria, a chamada cabeça de chapa?

Essa eleição precisa ter uma candidatura de e Leia mais