12 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
27 Comentários

Gleisi Hoffmann libera empréstimo de US$ 350 milhões ao Paraná

Seguindo a lógica do Palácio Iguaçu, a qual denunciava que os ministros paranaenses vinham travando empréstimos ao Paraná, poder-se-á afirmar que hoje Gleisi Hoffmann liberou US$ 350 milhões (cerca de R$ 815 milhões) do Banco Mundial (Bird); governador Beto Richa, com a testemunha da secretária da Fazenda, Jozélia Nogueira, assinou contrato da transferência do numerário os cofres estaduais; tucanos só omitiram nesse enredo todo que o "choque de gestão" deixou o estado no Seproc por muito tempo, por isso a demora na tomada de dinheiro de instituições financeiras internacionais.

Seguindo a lógica do Palácio Iguaçu, a qual denunciava que os ministros paranaenses vinham travando empréstimos ao Paraná, poder-se-á afirmar que hoje Gleisi Hoffmann liberou US$ 350 milhões (cerca de R$ 815 milhões) do Banco Mundial (Bird); governador Beto Richa, com a testemunha da secretária da Fazenda, Jozélia Nogueira, assinou contrato da transferência do numerário os cofres estaduais; tucanos só omitiram nesse enredo todo que o “choque de gestão” deixou o estado no Seproc por muito tempo, por isso a demora na tomada de dinheiro de instituições financeiras internacionais.

Se a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, estava travando empréstimos internacionais ao Paraná, como acusaram várias vezes os principais arqueiros do governador Beto Richa (PSDB), então podemos supor que, a partir da assinatura do tucano no contrato de financiamento com o Banco Mundial (Bird), hoje, em Brasília, a petista liberou a tomada de dinheiro ao estado. ... 

Leia mais