Rocha Loures caiu na ‘ratoeira’ armada para Temer, diz advogado

O advogado do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), Cézar Bittencourt, em petição ao STF, chamou de “pega-ratão” a operação que levou seu cliente à prisão e ao indiciamento do ilegítimo Michel Temer no STF.

Segundo o Tijolaço, a ratoeira da PF cumpriu sua função ao pegar um “ratinho”.

“Joesley Batista, falante e inescrupuloso, agindo de má-fé, criou uma armadilha, uma situação ardilosa, uma espécie de ‘pega-ratão’ para o presidente que, surpreendido com a desfaçatez e desenvoltura do maior corruptor desse país – regiamente premiado pelo Ministério Público – ficou incrédulo, meio sem alternativa e sem saber o que fazer”, escreveu o advogado.

Rocha Loures deixou nesta quarta-feira (14) a Papuda sob a alegação de “risco de morte” caso ficasse no presídio. Ele foi transferido para a Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal.

O ex-deputado e fiel escudeiro de Temer jura que não delata.

Veja também  PT cobra da PGR investigação sobre sociedade de Moro com consultoria americana

Comments are closed.