Richa põe melancia no pescoço no “Dia de Lula”

Hoje é “Dia de Lula”. Não tem para ninguém, mas o governador do Paraná Beto Richa (PSDB) também quer aparecer.

Desde a tarde desta terça-feira (9) o tucano tem exibido as tropas de elite das policias pelas ruas centrais da capital. Um especialista em segurança pública viu “loucura” do governador nesse exibicionismo.

E na manhã desta quarta-feira (10), dia do interrogatório de Lula a Sérgio Moro, o governador Beto Richa mandou o comando da PM reunir novamente a tropa no “Quartel General”.

Para consumo externo, o comando militar discursa para manter a calma, evitar conflitos. No entanto, segundo um oficial ouvido pelo Blog do Esmael, “o clima nacional é propício para um 29 de abril [de 2015, quando 213 professores foram massacrados pela PM do Paraná] e lá pelas 18 horas vai fechar o ‘pau’ em Curitiba”.

Evidentemente, Richa quer colocar mais uma melancia no pescoço no “Dia de Lula”.

Nunca é demais lembrar que o governador Beto Richa, o “Piloto” nas planilhas da Odebrecht, está enroladíssimo na Lava Jato. Também responde a outros malfeitos no STJ, tais como corrupção na Receita Estadual (Operação Publicano), corrupção no Porto de Paranaguá (Operação Superagui) e desvio de verbas da educação (Operação Quadro Negro).

Em tempo: a Frente Brasil Popular e a CUT informam que todas as atividades dos movimentos sociais serão concentradas na Praça Santos Andrade (UFPR). Após o depoimento de Lula, haverá comício no local em defesa da democracia e de eleições diretas já.

Veja também  PGR defende no Supremo que Fabrício Queiroz volte para a prisão

Comments are closed.