Requião: “Parente tem que ser demitido da Petrobras”

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Ampla Parlamentar, repercute representação da Federação Única dos Petroleiros, na PGR, que deu 20 dias para Pedro Parente explicar um trambique familiar na Petrobras.

Segundo Requião, a FUP denunciou que o dirigente da Petrobras mantém negócios entre a estatal e a consultoria Prada de propriedade de sua mulher.

No último dia 30 de junho, na Greve Geral, o Blog do Esmael havia registrado que os sindicatos dos petroleiros e a FUP trabalhavam num dossiê sobre a transferência de ativos da empresa estatal para laranjas ligados ao ilegítimo governo golpista. Ou seja, o patrimônio público estaria sendo transferido na ‘mão grande’ para particulares.

Nesta quinta-feira (6), portanto, Requião explica o que realmente se passa na petrolífera.

O presidente da Frente Ampla disse que Pedro Parente tem que ser demitido da Petrobras ou, se ele tiver um mínimo de caráter e decência, pedir demissão do cargo.

Assista ao vídeo:

Veja também  Bolsonaro prepara um novo grito no 7 de setembro: 'golpe ou prisão!'

Comments are closed.