Michel Temer deixa a prisão em São Paulo

O ex-presidente Michel Temer (MDB) deixou a sede do Comando de Policiamento de Choque, da Polícia Militar, em São Paulo, às 13h30 desta quarta-feira (15), onde estava preso preventivamente desde o último dia 9. Ele saiu da prisão escoltado, por um portão dos fundos, sem falar com a imprensa.

Temer foi solto com base em decisão unânime da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A liminar foi concedida ontem e também vale para o coronel João Baptista Lima, amigo do ex-presidente.

LEIA TAMBÉM:
Por que Temer é diferente de Lula?

Nesta quarta-feira, a juíza Caroline Vieira Figueiredo, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, determinou a soltura imediata de Temer e do Coronel Lima. De acordo com a decisão, os dois têm 24 horas para entregar os passaportes à Justiça.

“Concedo o prazo de 24 horas para que as Defesas dos investigados apresentem seus passaportes neste Juízo. Advirto que a ausência de cumprimento poderá ensejar nova ordem de prisão”, escreveu a magistrada na decisão.

O Coronel Lima está preso no presídio militar Romão Gomes, na Zona Norte de São Paulo, e deverá sair durante a tarde.

Com a decisão, Temer e Lima permanecem em liberdade pelo menos até o julgamento definitivo do mérito do habeas corpus, pela própria Sexta Turma, em data ainda não definida.

Com informações do G1

Veja também  PGR reabre duas frentes de investigações por corrupção contra Rodrigo Maia