Israel admite que 33% das mortes em conflito são de civis

Da BBC Brasil

Soldados israelenses miram na Faixa de Gaza (AFP, Jack Guez).
No sexto dia de bombardeios de Israel contra a Faixa de Gaza, e com o total de mortos se aproximando de 100, o Exército israelense informou que 33% dos mortos não estavam envolvidos no conflito.

Ao menos 18 pessoas foram mortas nos ataques de hoje (19), elevando a 95 os palestinos mortos na atual onda de confrontos entre Israel e o Hamas, grupo que controla a Faixa de Gaza. Um míssil palestino matou três israelenses na última quinta-feira (15).

O número de mortos aumentou nos últimos dias, com mais de 50 vítimas, segundo autoridades palestinas. No domingo, 12 pessoas de uma mesma família, incluindo quatro crianças, foram mortas em um ataque israelense que destruiu uma casa de dois andares em Gaza.

O Exército israelense disse que mais nove palestinos foram mortos acidentalmente em um ataque que visava um comandante do Hamas responsável pelo programa de foguetes do grupo. Segundo as autoridades militares israelenses, o incidente está sendo investigado.

Veja também  Congresso já tem assinaturas para abrir CPI da Covid-19, diz deputada Jandira Feghali

Comments are closed.