Eduardo Leite deve disputar o Senado

Eduardo Leite (PSDB), o ex-governador do Rio Grande do Sul, depois de ciscar ali e acolá, deverá mesmo disputar uma vaga no Senado.

Ele esteve com líderes da dita “terceira via” – Simone Tebet (MDB), Sergio Moro (União), Gilberto Kassab (PSD), dentre outros -, mas não avançou além de uma pré-candidatura ao Senado.

A pista de que Leite vai tentar o Senado foi dada esta semana com registro de uma pesquisa da Real Time Big Data, contratada pela TV Record, que o lista como candidato à Câmara Alta.

O levantamento comprado por R$ 20.000,00 será divulgado no sábado, dia 9 de abril.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº RS-08066/2022.

Economia

Com dificuldade na reeleição no RS, Leite renunciou ao cargo de governador para tentar um mandato de oito anos no Senado.

Mesmo sendo derrotado nas prévias do PSDB, o ex-governador gaúcho disse disputar com o governador de SP, João Doria, a condição de candidato do partido à Presidência da República.

No entanto, assessorado pelo senador Aecio Neves (MG), Eduardo Leite apenas utiliza o colega paulista como escada eleitoral para continuar atraindo holofotes.

A questão é: o ex-governador gaúcho terá fôlego político para sustentar o teatro? A conferir.