Pré-candidatura de Flávio Arns embola a disputa pelo governo do Paraná

Pré-candidatura de Flávio Arns embola a disputa pelo governo do Paraná

A entrada do ex-juiz Sergio Moro na corrida presidencial, se for pra valer, exigirá palanques regionais sólidos. Nesse sentido, o “bom exemplo” terá de vir do Paraná, principal base eleitoral do Podemos, partido em que o moço da Lava Jato irá se agasalhar no dia 10 de novembro.

O nome do senador Flávio Arns (PODE-PR), que não precisará renovar o mandato, é certo no Phodemos para concorrer ao Palácio Iguaçu –sede do governo estadual do Paraná.

Segundo pesquisadores ouvidos pelo Blog do Esmael, a entrada de Arns embola a disputa pelo governo do Paraná no ano que vem e o resultado fica incerto.

Enquanto sua pré-candidatura vai encorpando nos bastidores, o senador segue tocando a Subcomissão Temporária para Acompanhamento da Educação na Pandemia. Ele preside o colegiado que, hoje, debateu a volta às aulas presenciais com senadores e especialistas.

“As dificuldades para os estudantes continuam  mesmas, especialmente para os de renda mais baixa. A pandemia acentuou as desigualdades no ensino”, disse Flávio Arns, sem citar a disputa pelo governo do Paraná.

Além de embolar a corrida pelo governo do Paraná, a pré-candidatura de Arns reforça a reeleição Alvaro Dias para mais um mandato no Senado.

Atualmente, o Podemos tem os três senadores da bancada do Paraná: Alvaro, Flávio e Oriovisto Guimarães.

Leia também

Valdemar da Costa Neto formaliza convite para Bolsonaro se filiar no PL [vídeo]

Gleisi Hoffmann diz que Bolsonaro vai dar com os burros n’água: “Queremos saber o que o mercado vai fazer pelo povo que passa fome”

TSE julga cassação da chapa Bolsonaro e Mourão nesta terça; siga