Giovanna Gomes Mendes da Silva chega ao Senado Federal. A jovem de 19 anos perdeu a mãe e terá a guarda da irmã de 10 anos, sendo a nova chefe da família. Ela é uma das depoentes que será ouvida na CPI. Foto: Pedro França/Agência Senado

Ao vivo: vítimas são ouvidas pela CPI da Covid nas vésperas do relatório final; siga

A CPI da Covid, no Senado, ouve nesta segunda-feira (18/10) vítimas diretas e indiretas da pandemia.

O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), apresentou os convidados e destacou a representatividade do grupo, composto por uma pessoa de cada região do país, todos diretamente impactados pela covid-19.

Cada um dos convidados poderá falar por 10 minutos, podendo se estender caso desejem.

“Vocês representam para a CPI aquilo que todos nós perdemos: amigos, familiares, pessoas conhecidas, boa parte da esperança de muitos brasileiros. Essa CPI existe por pessoas como vocês”, afirmou o senador.

CPI ao vivo; siga

Antônio Carlos Costa, fundador da ONG da Rio de Paz, descreveu o quadro vivido pelo país durante a pandemia. Ele destacou a falta de empatia do presidente da República, Jair Bolsonaro, em relação às vítimas da pandemia e apontou ter ficado perplexo com a postura do presidente na pandemia, que teria sido a antítese do que seria esperado de um governante.

Bolsonaro, lembrou Antônio Carlos, minimizou o poder letal do vírus, promoveu aglomerações, xingou jornalistas e debochou da dor dos que perderam familiares durante a crise sanitária causada pela covid-19. O fundador da ONG afirmou ainda que Bolsonaro “nunca derramou uma lágrima” pelas vítimas e classificou como “ridícula” a atuação do principal gestor público do país:

“Impressionante a falta de empatia. Que nunca mais sejamos governados da mesma maneira por quem quer que seja”, disse Antonio Carlos.

Leia também

Não vai ter relatório final da CPI da Covid na terça-feira dia 19 de outubro

Afinal, Bolsonaro pode ser preso após indiciamento na CPI da Covid?

Capa da IstoÉ chama Bolsonaro de “genocida” enquanto a CPI da Covid titubeia em indiciar o presidente por genocídio

Os 11 crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro, segundo a CPI da Covid-19