Com ouro de Ítalo Ferreira, Brasil é o 12º no quadro geral de medalhas na Olimpíada de Tóquio

Com ouro de Ítalo Ferreira, Brasil é o 12º no quadro geral de medalhas na Olimpíada de Tóquio

O Brasil acordou “ouro” na Olimpíada de Tóquio nesta terça-feira (27/7), graças ao talento de Ítalo Ferreira, o primeiro campeão olímpico da história do surfe e o primeiro brasileiro a ganhar medalha de ouro na Olimpíada de 2020.

O surfista potiguar alcançou o feito na madrugada de hoje ao superar o japonês Kanoa Igarashi. Na bateria decisiva, Ítalo deu um show de manobras e fechou uma campanha impecável mesmo depois de ter sua prancha quebrada no começo da disputa.

Potiguar [nascidos no Rio Grande do Norte] de Baía Formosa e atual campeão mundial, ele ficou com 15,14, contra 6,60 do adversário. Foi a conclusão de uma campanha dominante que incluiu a maior nota da competição – 9,67 – e um desempenho superior a todos os outros surfistas.

Com o ouro de Ítalo, o Brasil é o 12º no quadro geral de medalhas na Olimpíada de Tóquio

Confira o ranking por país:

1º Estados Unidos
2º China
3º Japão
4º Comitê Olímpico Russo
5º Grã-Bretanha
6º Austrália
6º Coreia do Sul
12º Brasil

Veja o quadro de medalhas na Olimpíada de Tóquio

Quadro de medalhas na Olimpíada de Tóquio (27/07/2021)
Quadro de medalhas na Olimpíada de Tóquio (27/07/2021)

Leia também

Na estreia da competição, Ítalo liderou a primeira bateria, com o somatório de pontos de 13.67. Com esta pontuação, ele ficou à frente do japonês Hiroto Ohhara (11.40), do italiano Leonardo Fioravanti (9.43) e do argentino Lele Usuna (8.27).

Classificado para as oitavas de final, o brasileiro derrotou o neozelandês Billy Stairmand por 14.54 a 9.67. Nas quartas, ele voltou a encarar o japonês Hiroto Ohhara, que esteve presente na bateria inicial. Ítalo mais uma vez levou vantagem, e derrotou o oponente por 16.3 a 11.9.

Sobre os medalhistas do Brasil

O primeiro êxito brasileiro veio com o skatista Kelvin Hoefler. O competidor de 27 anos foi superado somente pelo japonês Yuto Horigome na final do street masculino e ficou com a prata em Tóquio, no Japão.

Pouco tempo depois, o judoca gaúcho Daniel Cargnin, de 22 anos, levou a melhor sobre o israelense Baruch Shmailov e ganhou o bronze na categoria peso-meio-leve (até 66 kg) do esporte.

Rayssa Leal garantiu terceira medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos

A conquista mais recente do País foi com Rayssa Leal, de apenas 13 anos. A skatista maranhense ganhou a prata e se tornou a brasileira mais jovem da história a faturar uma medalha olímpica.

Gaúcho Fernando Scheffer faturou bronze na natação

Fernando Scheffer, de 23 anos, conquistou a primeira medalha da natação brasileira na Olimpíada de Tóquio (Japão). O gaúcho cravou o tempo de 1min44s66 e garantiu o bronze nos 200 metros estilo livre na noite desta segunda-feira (26) no Centro Aquático de Tóquio.