Maia critica fala de Bolsonaro sobre urnas eletrônicas

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou quinta-feira (7) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por voltar a colocar em dúvida as urnas eletrônicas brasileiras.

Em conversa com apoiadores na manhã de hoje em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro voltou a falar que houve fraude na eleição presidencial de 2018.

“A fraude existe. Daí a imprensa vai falar ‘sem prova, ele diz que a fraude existe’. Eu não vou responder esses canalhas da imprensa mais. Eu só fui eleito porque tive muito voto em 18”, afirmou o presidente.

“Se nós não tivermos o voto impresso em 22, uma maneira de auditar o voto, nós vamos ter problema pior que os Estados Unidos”, acrescentou.

Pelo Twitter, o presidente da Câmara afirmou que a fala de Bolsonaro “é um ataque direto ao TSE” e os partidos deveriam pedir explicações ao presidente na Justiça.

“A frase do presidente Bolsonaro é um ataque direto e gravíssimo ao TSE e seus juízes. Os partidos políticos deveriam acionar a Justiça para que o presidente se explique. Bolsonaro consegue superar os delírios e os devaneios de [Donald] Trump”, escreveu Maia na rede social.