Guerra da vacina: Anvisa vai inspecionar laboratório da Sinovac na China

A direção da Agência Vigilância Sanitária (Anvisa) imformou que uma equipe de cinco técnicos irá até a China para inspecionar in loco as fábricas que estão preparando as vacinas contra a Covid-19. Os espcialistas da agência brasileira viajarão na próxima sexta-feira (13) para o país asiático.

Um dos laboratórios que será inspecionado, de acordo com a programação ainda em preparação na Anvisa, é o do Sinovac Biotech, alvo de ataques do presidente Jair Bolsonaro.

O grupo passará um mês no país asiático e, nesse período, também vai visitar o laboratório Wuxi Biologics, em Xangai.

Os técnicos, especialistas em regulação e vigilância sanitária, voltarão para o Brasil no dia 13 de dezembro, depois de cumprirem o período de quarentena na China.

A autorização para a viagem foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (9).

LEIA MAIS SOBRE A GUERRA DE BOLSONARO CONTRA AS VACINAS:

Anvisa terá que explicar ao STF a suspenção dos testes com a CoronaVac

Vacina russa Sputnik V tem eficácia de 92%, segundo análise preliminar da 3ª fase de testes

Bolsonaro comemora a suspensão dos testes da vacina chinesa Coronavac

Conselho do Ministério da Saúde defende continuação dos testes da Coronavac

A CoronaVac, desenvolvida no Brasil em parceria com Instituto Butantan de São Paulo, está atualmente na terceira fase de testes. A Sinovac, farmacêutica chinesa responsável pela vacina, ainda não obteve o registro para aplicação do imunizante no Brasil.

*Com informações da Revista Veja