#Issoaglobonaomostra: Fantástico ficou devendo matéria sobre a inocência de Lula

Compartilhe agora

Juristas e políticos esperavam que o programa Fantástico, da Globo, reverberasse a inocência do ex-presidente Lula no caso das palestras. Sorte que eles esperaram sentados…

O “Show da Vida”, como é conhecida a revista televisiva, também achincalhou o petista com base nas ilações da Lava Jato. No entanto, não teve a grandeza de fazer o reparo.

Nesta semana, a juíza Grabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba, reconheceu que não há provas de ilicitudes das apresentações do ex-presidente para empreiteiras.

O Jornal Nacional, também da Globo, noticiou na sexta-feira (3) a inocência de Lula.

O jornalista William Bonner, meio desenxabido, leu uma “nota cobertura” sobre o caso. Mas, de acordo a vítima, no caso Lula, foram apenas alguns segundos de reparação diante de um massacre de mais de 100 horas de reportagens negativas durante anos a fio.

Pois bem, os fundamentalistas de extrema direita abriram fogo no editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner, chamando o jornalista de “comunista” após o fragmento de notícia.

O movimento intimidatório da direita extremista fez o programa Fantástico se ‘acoelhar’ ou foi uma decisão editorial de continuar o lawfare contra o petista?

William Bonner vira ‘comunista’ após noticiar inocência de Lula no Jornal Nacional

Bolsonaristas e fundamentalistas de extrema direita –adoradores de Bolsonaro e Moro– acreditam que William Bonner deu uma guinada ao “comunismo”, após o chefão do Jornal Nacional noticiar mais uma vitória do ex-presidente Lula contra a Lava Jato.

O neo “marxista-leninista” William Bonner, de acordo com o delírio extremista, se entregou ao lulopetismo em pleno horário nobre. No devaneio direitista, a mentira tinha de continuar para não manchar a imagem do ex-juiz Sérgio Moro.

Segundo noticiou o Jornal Nacional, da Globo, na noite desta sexta (2), a juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba, não encontrou evidências de que o dinheiro das palestras do ex-presidente Lula eram mal havido.

Na prática, a Lava Jato também não provou nada acerca dessa fake news que a Globo ajudou disseminar nos últimos anos, a exemplo da mentira do tríplex do Guarujá (SP), divulgada no famigerado power point do procurador Deltan Dallagnol. A emissora igualmente participou desse conluio sabidamente criminoso.

Mesmo com toda essa história pregressa, o delírio do bolsonarismo e do morismo –adoradores de Bolsonaro e Moro, repetimos– insiste carimbar William Bonner de “comunista”.

Marx Lênin devem estar se revirando no túmulo de vergonha alheira, no caso, dos fundamentalistas de extrema direita.

Para completar o delírio, só falta eles [surtados] falarem que William Bonner se filiará no PCdoB. Aí é melhor me tirar o tubo, como pedia a personagem de Jô Soares.

Veja como foi a polêmica nota de William Bonner no Jornal Nacional: