Candidata do PCdoB é agredida pelo marido e na delegacia acabou presa por desacato; veja vídeo

Compartilhe agora

Leda Mota, candidata a vereadora pelo PCdoB em Resende (RJ), foi agredida pelo marido e, ao pedir ajuda na delegacia, foi presa por desacato. Mais cedo, ela publicou vídeos do marido quebrando móveis da casa e jogando uma cadeira contra ela.

Leda Mota foi presa, na quinta-feira (22), por suposta “interrupção de serviço público” ao se exaltar na delegacia da Polícia Civil enquanto denunciava ter sido vítima de violência doméstica – ato que foi assistido por suas duas filhas.

Parte das agressões foram filmadas pela própria vítima, de 44 anos. Leda Mota publicou o vídeo em uma rede social. Nas imagens, é possível ver que o agressor levanta cadeiras e as joga contra a mulher.

“Esta é a minha realidade”, diz Leda, diante da violência do companheiro, que vai quebrando tudo dentro de casa.

A deputada Jandira Feghali manifestou solidariedade a sua companheira de partido.

Assista o vídeo

LEIA TAMBÉM:

Lula contesta nova acusação da Lava Jato e diz que é mais um ato de perseguição

Paraná Pesquisas confirma liderança de Manuela D’Ávila em Porto Alegre

Professores entram na Justiça contra volta às aulas presenciais