Lula fará pronunciamento ao povo brasileiro nesta segunda, 7

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou em suas redes sociais, neste domingo (6), que falará ao Brasil em uma live especial para marcar o feriado de 7 de setembro, na segunda-feira (7), o Dia da Independência.

A expectativa é que o ex-presidente aborde os temas políticos da atual conjuntura nacional com duras críticas ao governo Bolsonaro.

Tópicos:

– Política externa e soberania nacional;
– redução do Auxílio emergencial;
– Lava Jato, demissão de Deltan Dallagnol;
– Desemprego;
– Bolsonaro e a região Nordeste;
– PT e as eleições municipais;
– Julgamento da suspeição de Moro no STF

O pronunciamento acontecerá a partir das 15h em seu canal no YouTube.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro anuncia pronunciamento em rede nacional neste 7 de setembro

7 de setembro: Movimentos sociais realizam 26º Grito dos Excluídos em 18 estados

Julgamento da chapa Bolsonaro/Mourão deve ocorrer ‘o quanto antes’, diz novo corregedor-geral do TSE

Requião anuncia luto oficial no feriado de 7 de Setembro

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), de preto, anunciou neste domingo (6) que entrou em luto oficial durante o feriadão da Independência.

Requião disse que neste 7 de Setembro baixará a bandeira a meio mastro em luto pela falência da soberania nacional.

“Dia 7 de setembro estarei de luto pela falência da soberania do nosso Brasil”, anunciou solenemente o emedebista.

Porém, Requião disse que na terça-feira (8) voltará à ativa contra os neoliberais e entreguistas.

“Dia oito, reinicio a luta e a resistência, pela retomada da soberania e dos direitos dos trabalhadores”, prometeu.

Eleições 2020 em Curitiba

Reflexivo sobre as eleições 2020, Roberto Requião aproveitou para falar sobre a disputa pela Prefeitura de Curitiba.

“Como todos sabiam ou previam, o companheiro [Ney] Leprevost foi readquirido pelo rato [governador Ratinho Junior]”, escreveu o ex-senador.

“Como se fará agora a aquisição do Francisquini: compra, doação, adesão simples,ou composta? Opinem! Quero saber!”, provocou Requião, referindo-se ao deputado Fernando Francischini (PSC), pré-candidato à Prefeitura de Curitiba.

A debandada de pré-candidatos de oposição na capital paranaense tem a ver com o bom desempenho o prefeito Rafael Greca (DEM) nas sondagens eleitorais. Segundo a Paraná Pesquisas, o Greca seria reeleito já no primeiro turno se a eleição fosse hoje.

O ex-senador Roberto Requião jurou que não será candidato à Prefeitura de Curitiba. Portanto, sem adversário, o atual prefeito já encomendou o terno para a posse de reeleição, no dia 1º de janeiro de 2021.