Negacionistas dos EUA também fazem manifestações contra isolamento na pandemia

Algumas cidades dos EUA também registraram manifestações contra o isolamento social imposto para conter a pandemia do coronavírus.

Cerca de 400 pessoas se concentraram em Concorde, New Hampshire, para pedir a reabertura do comércio e dos serviços na cidade. Muitos presentes permaneceram dentro dos carros, mas alguns estavam ao ar livre.

Os manifestantes carregavam cartazes com dizeres como “Os números mentem” e “Reabram New Hampshire”. A quarentena no estado está prevista para acabar em 4 de maio.

Em Annapolis, Maryland, um ato reuniu cerca de 200 pessoas; em Austin, no Texas, o protesto contou com a participação de aproximadamente 250 pessoas; e em Indianápolis, em Indiana, cerca de 200 pessoas se concentraram para protestar contra as medidas de isolamento.

As recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) são para as pessoas ficarem em casa e evitarem aglomerações.

LEIA TAMBÉM
Brasil tem 36.599 casos confirmados e 2.352 mortes por Coronavírus em 18/04

Europa ultrapassa marca de cem mil mortos por coronavírus

Bolsonaro participa de manifestação contra o isolamento em Brasília; assista

Doria critica carreatas e diz que bolsonaristas “são aliados da doença”

Em coletiva realizada no sábado, o presidente Donald Trump afirmou que Texas e Vermont começarão a permitir a abertura de alguns tipo de atividades comerciais na segunda-feira (20), enquanto em Montana haverá um relaxamento na próxima sexta-feira (24).

“Continuamos a ver um número positivo de sinais de que o pico do vírus passou”, disse Trump.

Especialistas da área de saúde, porém, alertam que um fim precipitado do isolamento social nos EUA pode fazer o vírus ganhar ainda mais força no país.

A situação no Brasil é ainda mais preocupante pois ainda estamos na ascendência da curva de casos, e a abertura nesse momento pode resultar num colapso geral do sistema de saúde.

Segundo o mapa virtual da Universidade John Hopkins, os Estados Unidos somam mais de 726 mil casos da COVID-19 e quase 38 mil mortes. Ao mesmo tempo, o Brasil tem 36.599 casos confirmados e 2.352 mortes por Coronavírus.

As informações são do Sputnik Brasil.