Brasil tem 36.599 casos confirmados e 2.352 mortes por Coronavírus em 18/04

Compartilhe agora

Balanço do ministério da Saúde divulgado neste sábado (18) aponta que a epidemia de Coronavírus continua aumentando no Brasil.

Os números consolidados da Covid-19 neste sábado são:

  • 2.352 mortes
  • 36.599 casos confirmados
  • Taxa de letalidade de 6,4%
  • São Paulo tem 991 mortes e 13.894 casos

O número de mortes aumentou 9,6% com 206 óbitos em 24 horas.

A Região Sudeste registra 55,9% (20.466) dos casos confirmados da doença. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste (8.507), Norte, (3.416), Sul (2.738) e Centro-Oeste (1472).

A capa do jornal Extra, do grupo Globo, chamou a atenção do mundo por expressar a mortandade de pessoas no Brasil. A edição histórica deste sábado (18) mostra vários bonequinhos pretos, perfilados, representando 2.165 pessoas mortas até ontem.

“2.165 vidas perdidas. Ontem, um mês após a confirmação da primeira morte por coronavírus no Brasil, o país passou das 2 mil vítimas. São famílias que choram, filhos que perderam seus pais, pais que perderam seus filhos, amigos que se foram…”, sangra em vermelho o texto no centro da capa.

E há severas controvérsias sobre o número de óbitos, de acordo com estudos de pesquisadores do vírus nas principais universidades brasileiras.

Estudo diz que Brasil já pode ter tido até 15,6 mil mortes por Covid-19
Um grupo de pesquisadores do “Observatório Covid-19” afirma que o número de óbitos por infecção de coronavírus pode ser até 9 vezes maior do que notificado pelas autoridades sanitárias. O número de mortos seria, na verdade, 15,6 mil em todo o Brasil.

Observatório projetou dois cenários sobre o número real de mortes no país:

  • No pessimista, país teria 9 vezes mais óbitos (15,6 mil mortes)
  • No conservador, seria o dobro (4.342 mortes)

O estudo do Observatório levou em consideração a data exata do óbito das vítimas da Covid-19.

LEIA TAMBÉM
Apresentador de TV argentino chama Bolsonaro de “imbecil”

Forças Armadas com 448 casos de coronavírus em duas semanas

Coronavírus é cruel com os mais pobres em São Paulo

Com informações do G1, Agência Brasil e Extra.