Apresentador de TV argentino chama Bolsonaro de “imbecil”

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) compartilhou um vídeo com um trecho de um telejornal argentino.

O apresentador mostra no mapa como está a pandemia na América do Sul. Ao chegar no Brasil ele fala o número de casos, 30.452, que é muito maior que os números dos demais países.

Então o jornalista pede atenção à fronteira, “porque hoje o imbecil do Bolsonaro demitiu seu ministro da Saúde e vai colocar um que só diga sim. É preciso blindar a fronteira do Brasil com a Argentina”

Ou seja, os demais países da América do Sul consideram Bolsonaro uma ameaça à Saúde do Continente. Assista:

LEIA TAMBÉM
ENEM será adiado por causa da pandemia de Coronavírus, determina a Justiça

Coronavírus é cruel com os mais pobres em São Paulo

Datafolha: Bolsonaro agiu mal ao demitir Mandetta para 64% dos brasileiros

Uma pesquisa do Instituto Escutec, em parceria com o jornal O Estado do Maranhão, aponta que 75% dos entrevistados aprovam o isolamento social em São Luiz (MA).

Já o desempenho do governador Flávio Dino (PCdoB) no combate ao coronavírus é aprovado por 62% dos ludovicenses. 35% desaprovam a atuação do governante e 3% não sabem ou não responderam.

Quanto ao desempenho do presidente Jair Bolsonaro, 28% aprovam, 63% desaprovam e 9% não responderam.

Sobre o isolamento social, 75% da população quer que o comércio de produtos não essenciais continue fechado. 23% defendem a reabertura e 2% não sabe ou não respondeu.

Pesquisa do instituto Datafolha publicada na sexta-feira (17) pela Folha de S.Paulo mostra que a maioria da população reprovou a demissão do ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM).

Segundo os números, ao demitir Mandeta, Bolsonaro:

  • Agiu mal: 64%
  • Agiu bem: 25%
  • Não sabe: 11%

Ou seja, praticamente dois terços dos ouvidos reprovaram a troca de ministro.

A demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde provocou panelaços em todo o país na quinta-feira (16).

Mandetta estava em confronto direto com o presidente por defender o isolamento social como forma de combater a propagação do coronavírus. Bolsonaro defende o fim do isolamento social e a retomadas das atividades comerciais.

Com informações do Estado do Maranhão e Datafolha.