feliciano bolso 1

Marco Feliciano compara atentado à Porta dos Fundos com incêndio de estátua da Havan

O deputado pastor Marco Feliciano, que foi expulso do Phodemos, tentou justificar o atentado contra a produtora da Porta dos Fundos e comparou o ato terrorista com o incêndio de uma estátua da Liberdade das lojas Havan.

LEIA TAMBÉM
Podemos expulsa o Pastor Marco Feliciano

Bolsonaro presta solidariedade ao Véio da Havan por estatua queimada

The Guardian mostra o governo Bolsonaro como desqualificado e perigoso

Ouça a ‘Marchinha da Rachadinha’ dos Bolsonaro e Queiroz

O pastor condenou a peça humorística chamando-a de violenta, o que justificaria o atentado. Tudo sempre considerando o que o Jornal Nacional da Globo publica ou deixa de publicar. Confira:

O deputado tem razão quando diz que violência gera violência, mas ficção humorística não é violência. Se alguém se achou ofendido, que busque a justiça, faça protestos, enfim…

Assédio sexual, sim é violência. Ou não é?