Carlos Vereza é o ‘plano B’ de Bolsonaro para a Cultura

Publicado em 19 janeiro, 2020


O governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já articula um plano B caso a atriz Regina Duarte não aceite o convite para assumir a Secretaria de Cultura, cargo vago após a demissão do nazista Roberto Alvim. Informa o jornal O Estado de São Paulo.

O ator Carlos Vereza, apoiador de Bolsonaro, é apontado como um nome que agrada os governistas.

Nas últimas semanas, Vereza teceu críticas ao desmonte da TV Escola, uma medida ordenada pelo ministro da Educação Abraham Weintraub.

A atriz Regina Duarte pediu mais tempo para decidir se assume a pasta.

LEIA TAMBÉM:

Olavo de Carvalho reclama de Alvim, seu aluno: ‘Maluco e trouxa’

Nas redes sociais: Internautas lembram ‘passado comunista’ de Regina Duarte

Bolsonaro convida Regina Duarte para a secretaria da Cultura