Análise: o sono venceu na entrevista com Moro

Compartilhe agora

A entrevista do ministro da Justiça, Sérgio Moro, no Roda Viva, frustrou quem ficou acordado até mais tarde na noite desta segunda-feira (20).

Mas a maioria dos telespectadores, espectadores e curiosos não resistiu ao sono.

A entrevista foi modorrenta e a bancada não teve vontade nenhuma de pegar pesado com o ex-juiz da Lava Jato.

Moro se esquivou de todas as perguntas, não respondeu nada. Participou quase de monólogo. Dominou.

Ninguém perguntou ao ministro da Justiça, por exemplo, sobre a fuga de presos no Paraguai e no Acre. Nem se atreveram a lembrar de Fabrício Queiroz e Deltan Dallagnol, seu parceiro de conluio na força-tarefa.

Venceu o sono, portanto.

Para quem dormiu antes de terminar, eis aqui a íntegra da entrevista do ministro:

LEIA TAMBÉM
Ao vivo: Sérgio Moro entrevistado no Roda Viva

Fugas do PCC ‘baixam a bola’ de Moro no Roda Viva da Lava Jato

Lula como próximo entrevistado no Roda Viva

Vaza Jato: Dallagnol usou Antagonista para interferir no Banco do Brasil