Fugas do PCC ‘baixam a bola’ de Moro no Roda Viva da Lava Jato


O figurino está montado para ser o Roda Viva da exaltação do ministro da Justiça Sergio Moro e da operação Lava Jato. A bancada de entrevistadores foi escolhida a dedo, integrada por jornalistas fanzocas do ex-juiz. A “bancada amiga” será comandada pela jornalista Vera Magalhães, lavajatista juramentada, que estreia como âncora do programa hoje.

Apesar de toda blindagem midiática, o conto de fadas da eficiência da política de segurança pública e de combate ao crime organizado do governo Bolsonaro caiu por terra com as duas ações de fugas, em menos de 40 horas, protagonizadas pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

O Ministro Sergio Moro foi surpreendido pelas fugas em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, e em Rio Branco, no Acre.

Restar saber se Felipe Moura Brasil (Jovem Pan/O Antagonista), Alan Gripp (O Globo) Andreza Matais (Estadão), Leandro Colon (Folha de SP) e Malu Gaspar (Revista Piauí) passarão o pano também para a sensível pauta da Segurança.

LEIA TAMBÉM:

As perguntas que serão feitas hoje para Moro no Roda Viva; confira

Moro impõe censura prévia ao Roda Viva, denuncia Intercept

Roda Viva com Sérgio Moro será transmitido na segunda-feira pelo Blog do Esmael

O jornalista Glenn Greenwald foi barrado por intervenção de Moro da bancada de entrevistadores do Roda Viva, segundo informação do site The Intercept Brasil

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo a entrevista de Moro no Roda Viva a partir das 22 horas.