Promotora bolsonarista do caso Marielle defende a escravidão; assista

Publicado em 2 novembro, 2019
Compartilhe agora!

A promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho, do Ministério Público do Rio de Janeiro, defende a escravidão. Para ela, o combate ao crime passa pelo combate à “ideologia abolicionista”.

Carmem pediu o afastamento das investigações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes após ser revelada sua militância bolsonarista.

No vídeo a seguir, ela ainda diz que não acredita que a criminalidade seja fruto das desigualdades sociais.

Confira:

LEIA TAMBÉM
Promotora do caso Marielle no MPRJ é Bolsonarista

Moro virou advogado de porta de cadeira, diz Eduardo Moreira

Bolsonaro transformou o Palácio do Planalto porta de cadeia

Compartilhe agora!