Curitiba vai às ruas dia 27 de outubro por Lula Livre

Publicado em 14 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O ativista social Milton Alves escreve sobre o “grande ato nacional” por Lula Livre previsto para o próximo dia 27 de outubro, em Curitiba.

O articulista afirma que o dia 27 de outubro será transformado no “dia do basta” contra a injustiça e a vilania da Lava Jato contra Lula e a democracia.

“Um ato para estremecer a bastilha da Lava Jato na Santa Cândida, rompendo com as grades que aprisionam o nosso companheiro Lula. Uma vigorosa manifestação para declarar um basta aos crimes de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, carrascos de Lula em Curitiba”, conclama Milton Alves.

Dia 27 de outubro é icônico porque será o aniversário de Lula. O ex-presidente completará 74 anos nessa data.

Leia a íntegra do artigo de Milton Alves:

No dia 27, um grande ato nacional por Lula livre em Curitiba

Por Milton Alves*

Domingo, 13, a Avenida Paulista foi palco de uma vibrante manifestação pela liberdade do ex-presidente Lula. Milhares de pessoas mobilizadas pela Campanha Lula Livre foram defender a liberdade do ex-presidente, a democracia e resistir ao desmonte neoliberal do governo Bolsonaro. Uma arrancada para novas e potentes manifestações de rua. No dia 27, o melhor presente para Lula é a realização de um grande ato nacional em Curitiba.

O “Ato Justiça para Lula” na Avenida Paulista foi a largada para a impulsionar a realização de novas manifestações de rua na campanha pela liberdade do ex-presidente Lula em todo país. Uma fase de mobilização que ganhe as ruas com atos de massas, unificando a bandeira pela libertação de Lula com a resistência ao governo neoliberal e obscurantista de Bolsonaro.

É preciso, é necessário, é possível, com a unidade do campo popular e democrático, dos partidos de esquerda, das frentes e dos movimentos sociais realizarmos uma grande manifestação em Curitiba, transformando o dia 27 de outubro no “dia do basta” contra a injustiça e a vilania da Lava Jato contra Lula e a democracia.

LEIA TAMBÉM
Lava Jato denunciou Lula para criar distração do áudio da JBS, apontam diálogos

Justiça responsabiliza governo federal por derrame de óleo no Nordeste

Zorra zoa Bolsonaro depois de rasteira de Trump na OCDE

Um ato para estremecer a bastilha da Lava Jato na Santa Cândida, rompendo com as grades que aprisionam o nosso companheiro Lula. Uma vigorosa manifestação para declarar um basta aos crimes de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, carrascos de Lula em Curitiba.

A Lava Jato só será derrotada definitivamente nas ruas, e a liberdade plena de Lula assegurada, com iniciativas de mais mobilização e o estímulo ao protesto popular continuado e vigoroso, que demande a anulação do julgamento-farsa, a restituição dos direitos de todos os presos políticos e o fim da força-tarefa.

A Lava Jato, cada vez mais, se enfraquece e perde apoio, coleciona derrotas e sofre um franco processo de erosão política e institucional. Lula insiste na rejeição ao regime semi-aberto com condicionantes e restrições legais. Um golpe armado pelos procuradores lavajatistas para tentar descaracterizar a sua condição de preso político, mantendo a falsa narrativa sobre as reais motivações da prisão do ex-presidente.

No dia 27 de outubro, a capital da resistência, representada pela fibra e combatividade da Vigília Lula Livre, estará nas ruas junto com caravanas de todo país para arrancar a maior liderança popular da prisão ilegal e criminosa.

É o presente que Lula merece!

*Milton Alves é ativista social, militante do PT de Curitiba. Autor do livro “A Política Além da Notícia e a Guerra Declarada Contra Lula e o PT”.

Compartilhe agora!